sexta-feira, 29 de abril de 2011

Em discussão, em votação, aprovado! O quê?

O vereador Aladino Costa reclamou das dificuldades de entender, na íntegra, o projeto de lei que criou o SIM, aprovado pela Câmara na sessão de terça. Disse que ia falar do assunto na tribuna daquela Casa.
É claro que esse projeto é complexo e mexe com os direitos dos produtores e fornecedores do munícipio. Isso já justificaria uma melhor discussão da matéria.
Entretanto, o vereador, em vez discutir o assunto na tribuna da Câmara, limitou-se a aprová-lo sem saber o que estava fazendo. Esse pecado não é "privilégio" do Aladino. A grande maioria dos vereadores nem sabe o que está votando. Com isso, demonstram não merecer os absurdos salários e vantagens que recebem. Câmaras omissas, como a de Araguari, são o sonho dos Prefeitos com tendências ditatoriais.
Os vícios da Casa são muito claros, mas nenhum edil quer resolvê-los. Por exemplo, jamais será realizado concurso público para contratar técnicos capazes de examinar esses projetos mais complexos. Assim, os vereadores, ao invés de receberem opiniões técnicas de advogados, contadores e engenheiros concursados, contarão apenas com a opinião (achismo) dos seus apaniguados assessores, que, muitas vezes, nem sabem o que estão fazendo na Câmara (se é que sabem onde fica a Câmara).
A situação é grave. Demonstra a falta de interesse dos vereadores em fiscalizar e coibir ilegalidades praticadas e propostas pelo Executivo. Com tanta incompetência e omissão, os Marcões e Marquinhos deitam e rolam.

2 comentários:

Aristeu disse...

Como viaja este tal de Paladino...

antonia disse...

Infelizmente isso é uma realidade, sempre que tenho tempo gosto de ir a câmara e o que se ve é uma tristeza pode contar nos dedos os que estão entendendo do que está em discussão, pois sequer prestam atenção no que o colega diz, e alguns que entendem talvéz não tem interesse.