sábado, 5 de março de 2011

Justiça decreta prisão de supervisor regional do Dnit em Uberlândia

Supervisor informou que não foi comunicado oficialmente.


Ele descumpriu determinação de instalar redutores de velocidade.A Justiça Federal decretou a prisão preventiva do supervisor regional do Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito (Dnit) em Uberlândia, João Andrea Molinero Júnior. Ele descumpriu uma determinação judicial que atendia a um pedido do Ministério Público Federal e não instalou redutores de velocidade na BR-050, entre Uberlândia e Araguari, no Triângulo Mineiro.

A Justiça tinha dado prazo de 90 dias para que o Dnit instalasse dois radares eletrônicos na rodovia, entre os quilômetros 53 e 57. De acordo com o procurador da República Frederico Pellucci, o prazo venceu no dia 22 de fevereiro. “Já tem 90 dias que ele não cumpre uma ordem judicial e, por essa desobediência, foi feito o pedido. Desde o início do ano, mais de 10 pessoas já morreram num trecho de quatro quilômetros”, disse o procurador ao G1.
O procurador disse ainda que pediu nessa sexta-feira (4) o afastamento imediato do supervisor do Dnit. Por telefone, João Andrea Molinero Júnior informou apenas que não foi comunicado oficialmente sobre o pedido de prisão e não quis comentar o assunto.
Sobre a instalação dos radares, a assessoria de imprensa do Dnit informou que o consórcio que administra a rodovia já está trabalhando na instalação dos equipamentos. Até que os radares estejam em funcionamento, a multa é de R$ 10 mil reais por dia.

Fonte: G1
 
Pitaco do Blog
Se estivéssemos num país sério, o mais novo cidadão araguarino iria ver o sol nascer quadrado por alguns dias. Isso, convenhamos, ainda é pouco pelo mal que a omissão do DNIT causou às vítimas e aos parentes de vítimas da BR-050.
Mais um detalhe. O caráter do mais novo cidadão araguarino é muito semelhante à da maioria dos vereadores que lhe outorgaram esse título de cidadania. Na verdade, ao conceder indevidamente essa honraria a quem não merece, os senhores vereadores deram um tapa na cara dos araguarinos usuários da BR-050.

10 comentários:

Dilson Martins disse...

O que de diferente e valoroso o supervidsor do DNIT fez para merecer dos vereadores tamanho reconhecimento (título de cidadão araguarino)?

O fato é que pessoas de ilibada reputação e comprovados trabalhos à nossa cidade foram equiparadas ao nível deste desconhecido supervisor do DNIT.

De agora em diante, não ficarei surpreso, se pessoas impuserem a condição de apenas ajudar araguari ficando livres do título de cidadão araguarino.

Os vereadores que transformaram este senhor em araguarino e principalmente, o propositor do tal título, usaram nossa gente e o posto que momentaneamente ocupam em propósitos que não condizem com a grandeza, o pensamento e os interesses de nós araguarinos.

Colenghi disse...

Ao dar título à esse cidadão, Araguari novamente entra na contramão dos fatos.....

Alessandre Campos disse...

Araguari deve ter mais cidadão araguarino por concessão de título do que cidadão araguarino por nascimento.

Estas pessoas que recebem títulos de cidadão tem mais valor que os próprios filhos desta cidade.

Aristeu disse...

A Justiça, quando fizesse uma determinação, deveria ter meios de a fazer cumprir como, por exemplo, bloquear valores dos "desinteressados" até que seja cumprida tal determinação.

Alessandre Campos disse...

"Esta não é a primeira vez que João Andrea Molinero Junior desrespeita a lei. Em 2007 ele foi preso por descumprir uma ordem judicial que interditava a BR-365, entre Uberlândia e Patrocínio. A ordem previa o fechamento da rodovia de 17h à 6h, devido ao excesso de buracos." [R7.com]

O cara já é assíduo morador da cadeia. Não entendo o motivo desta pessoa ainda ter o cargo de Supervisor do DNIT no Triângulo Mineiro. Será que o Governo Federal tem o rabo preso com este indivíduo?

Pelo visto é uma prática corrente ocupantes de cargos políticos municipais, estaduais e federais descumprirem a lei.

Anônimo disse...

Já veio tarde este pedido de prisão, pois este senhor não tem se preocupado com as vidas alheias, ainda não sei porque o Ministro dos Transportes não pediu a cabeça desse sujeito, que parece rei e se perpetua no cargo a vários anos, apesar de sua demonstrada incompetência.

Anônimo disse...

Vereador Tibá;

Quero não!
Pode não!
A cidade não qué não!

Anônimo disse...

Tibá é o resto dos vereadores fizeram o serviço. Agora limpa! Se é que tem jeito!

Edilvo Mota disse...

A compra de votos é a madrasta da perda da soberania de uma comunidade.

Quem vendeu também tem pecados a expiar...

Anônimo disse...

Mais um parasita como o ex prefeito Marcos Alvim!!!