sábado, 12 de março de 2011

Comerciantes reivindicam maior rapidez na recuperação da praça Manoel Bonito

Escrito por Sávia de Lima   
Na manhã de ontem, dia 10, o secretário Miguel Domingos de Oliveira se reuniu com comerciantes e diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Araguari (CDL) para tratar da situação da praça Manoel Bonito. Isso porque, embora a obra tenha sido licitada, até o momento os trabalhos ainda são bastante incipientes. “Agendamos esse encontro com o secretário de Serviços Urbanos para nos inteirar sobre o assunto, uma vez que os trabalhos não foram iniciados de fato. Foi um encontro muito proveitoso porque fomos informados que, tão logo seja iniciado o período de estiagem, o serviço será retomado”, disse o empresário Sebastião Totó, presidente da CDL/Araguari.
Além dele, participaram da reunião os diretores da CDL Odon de Queiroz Naves e Magna Helena de Araújo Ribeiro (Art&Tapet), além dos comerciantes Súlia de Almeida (Flagger), Lindomar Tarcísio (Lojas Cruz) e Juliana Luciano Machado (Napolitano) e o engenheiro Sebastião Carlos Mendes, da prefeitura de Araguari. “A praça Manoel Bonito é o cartão-postal da cidade, embora neste momento não possamos apresentá-la desta maneira. Esta praça está localizada no coração da cidade e é a principal do nosso município. Por isso, a CDL está empenhada juntamente com seus associados e comerciantes da região para que ela seja revitalizada o mais rápido possível. Também contamos com o apoio da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços (ACIA), representada na reunião pela companheira Magna”, acrescentou Sebastião Totó.
O projeto inicial prevê a poda de árvores e retirada de algumas, limpeza geral, recomposição urbanística, recuperação do calçamento, pintura geral, reativação da fonte luminosa e adequação dos banheiros. “Posteriormente, iremos sugerir ao município uma nova proposta que consistirá na remodelação da praça para que, além de embelezar o centro da cidade, ela possa abrigar também a realização de eventos”, finalizou o empresário.
A idéia é que os banheiros públicos sejam desativados, evitando que o local continue abrigando usuários de drogas, andarilhos e animais como cães e gatos.
Fonte: Gazeta do Triângulo, edição de 11/03/2011

Pitaco do Blog
Apenas, algumas perguntas:
A reforma foi precedida de algum projeto? Se foi, a Secretaria de Serviços Urbanos já sabia que as velhas sibipirunas iriam ser arrancadas? Se sabia, por que não foi obtida a licença ambiental prévia?
Se a Prefeitura gastou recursos para colocar, na praça, um outdoor fazendo publicidade da reforma, por que não fez o mesmo para colocar tapumes para cercar o local? Será que eles acham bonito ver a praça sem as pedras, empoeirada ou enlameada?
A propósito, quanto tempo ainda durará mais essa "obra" do novo modelo de administração?

5 comentários:

EFGoyaz disse...

Essa administração municipal é a pior que tivemos até hoje. São mestres em começar uma coisa do nada e depois passam anos e anos com a obra parada. É notório que não há projeto, planejamento, discussão. Dá a impressão que o secretário acorda na segunda com vontade de fazer alguma coisa e pára no primeiro lugar que vê. Isso é de extrema irresponsabilidade, porque além de aplicar mal os recursos públicos, ainda tem o grande perigo de transformar algo que tenha um grande potencial não aproveitado em um fiasco.
Que bom que as entidades de classe começaram a pressionar, porque são as únicas forças vivas que temos. Não há Câmara, nem Ministério Público, nem ninguém pra vigiar. Aliás, esse tipo de governo de aventureiros só cresce em terra de ninguém.
Bela iniciativa dessas entidades e elas têm o meu respeito por isso.

Aristeu disse...

Calma, meu amigo número Um, Antônio Marcos de Paulo, são reuniões iniciais. Quem sabe os comerciantes arcarão com todas as despesas ou grande parte delas, afinal são os mais interessados. Eu amo a Praça Manoel Bonito e duvido que alguém ame mais. Nem aqueles taxistas que há uma vida tiram o sustento daquele ponto. Gostaria de vê-la novamente, durante os dias, com o "gramofone" ligado e discos de vinil com estórias para as Crianças. Fui engraxate ali. Trabalhei na Super-Pão. Trabalhei no Zezinho do Napolitano. Também no hotel. A rua Rui Barbosa até mudaram o sentido. Cine Rex, Apolo, Bar Brasil, A Igreja Presbiteriana, O Raul Soares, O Corujão... Não sei quanto vai custar, mas eu ajudo a Prefeitura e os comerciantes, nem que seja de servente de pedreiro ou limpeza, como fazia meu pai, como assalariado daquela prefeitura até a morte/

antonia disse...

claro vai acabar proximo as eleiçãoes de 2012.

antonia disse...

Claro vai acabar próximo as eleições de 2012.
ficou melhor hahaha

Anônimo disse...

VELHOS TEMPOS QUE A PRAÇA MANOEL BONITO ERA O POINT DOS JOVENS DA ÉPOCA DOS QUAIS EU FAZIA PARTE -HOJE NO ENTANTO OS TEMPOS SÃO OUTROS E SÓ ME RESTOU ESTE SAUDOSISMO DANADO NA LEMBRANÇA
EIS AQUI UMA RECORDAÇÃO DE UM ARAGUARINO ROXO
QUE JAMAIS DEIXOU DE AMAR SUAS ORIGENS-CLAUDIO.