domingo, 6 de março de 2011

Chanceler do Japão renuncia por ter recebido doação ilegal

TÓQUIO, 6 Mar 2011 (AFP) -O ministro das Relações Exteriores do Japão, Seiji Maehara, pediu demissão neste domingo, depois de ter admitido que recebeu doações de uma estrangeira que mora há vários anos no país, uma infração à lei nipônica, informa a imprensa de Tóquio.

Maehara, 48 anos, pediu desculpas à população pela demissão em um escândalo de financiamento político, durante uma entrevista coletiva organizada em caráter de urgência neste domingo.
A demissão do chefe da diplomacia japonesa, uma das estrelas emergentes do Partido Democrata do Japão (PDJ), no poder, representa um duro golpe para o governo do primeiro-ministro Naoto Kan, que está em baixa nas pesquisas.
Maehara era um dos favoritos para suceder Kan no caso de renúncia do chefe de Governo.
Ele admitiu na sexta-feira ter recebido uma doação de 50.000 ienes (600 dólares) de uma sul-coreana que mora há vários anos no Japão e é dona de um restaurante em Kioto.
O ministro afirmou que não sabia que a mulher, que conhece desde a infância, fazia doações, mas a oposição conservadora exigia a demissão por Maehara ter violado a lei que proíbe um alto funcionário do governo de receber recursos de um estrangeiro.
Fonte: Uol

Pitaco do Blog
Zapon muito palecido com o Blasil, né?

4 comentários:

Alessandre Campos disse...

Ah! Se essa lei fosse vigente no Brasil...
Não existiria cargo político!

Aristeu disse...

OBSERVATÓRIO PROIBIDO

Meu amigo, por humildade,
Se apresenta como aprendiz,
Mas como fiscal da verdade
Sabe onde por o nariz.

É neófito blogueiro,
Tomador de Conta profissional,
Fazer desvios de dinheiro
Com ele vai se dar mal.

As rapinas araguarinas
São lhe presas cotidianas.
Seu trabalho e sina
É desvendar mar de lama.

Não é bom para ninguém
Tentar limpar tanta sujeira.
É o mal vencendo o bem
Em toda Nação Brasileira.

Vive com dor estomacal...
Dá nojo tanta ilícita abastança.
O ano inteiro é carnaval,
E busca fio de esperança.

Eu como o Rui sempre meço:
Cada povo tem o que merece.
Se desmascarar desonestos
Perseguições acontecem.

Há porém de se ter medo
Quando se toca a ferida.
Ter gatilho na ponta do dedo
Pra salvar a própria vida!

O povo precisa ser ativo,
Herói morto é só memória,
Temos que ser atrevidos
Para mudar nossa história.

O Observatório foi censurado
Pelo governo na sua internet.
É o Novo Modelo incomodado
Em continuar pintando o sete.

Céus e terras passarão...
Não há o que não seja revelado:
A urna gritará um forte NÃO.
Estão com os dias contados!

Colenghi disse...

Até que enfim, depois da tal Miriam, temos textos interessantes e até poesia. Voltando ao bom debate após investidas incultas de anônimos.

Eliane morel viana disse...

PARABÉNS!!!!!!!!!!!Aristeu,só alegria no blog da poesia no blog do amor e ódio.