segunda-feira, 28 de março de 2011

Caos na saúde e seus culpados

Querem dois exemplos do estado atual da saúde pública em Araguari?

1º Sexta-feira, 15, às 10h40, o repórter João Carlos, da Rádio Vitoriosa, entrevista moradora do bairro Santa Terezinha, indignada com o "descaso da secretaria de Saúde" para com sua vizinha, de 63 anos, que aguarda autorização para atendimento no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. Motivo da indignação: ao procurar o documento (autorização) na Secretaria de Saúde, foi informada por uma servidora do órgão que o documento simplesmente DESAPARECEU!!!
2º o mesmo repórter entrevista, ao vivo do Pronto Socorro Municipal, a sra. Margareth, filha de cidadão atropelado às 8h30 e que, até aquele momento (10h45), aguardava autorização da Secretaria de Saúde para realizar o exame de tomografia solicitado pelo médico Alessandro Moreira. Margareth relata que o médico foi solícito, educado e atencioso com seu pai; mas reclama que a Secretaria de Saúde, por meio do diretor Elpenides Barbosa (médico), NEGOU autorização para a tomografia. Além desse problema, o pai de Margareth aguardava a Santa Casa de Misericórdia liberar sua internação, também requisitada pelo referido médico. Sem perder tempo, o repórter João Carlos telefonou (usando seu celular pessoal) para o Secretário de Governo, Leonardo Borelli, que conversou com Margareth. Minutos após, João Carlos entrou novamente no ar, ao vivo, e informou que o Secretário de Governo havia resolvido o problema e o exame de tomografia havia sido liberado. Margareth confirmou. Agradeceu ao Secretário Borelli, mas voltou a criticar a inércia e o descaso da Secretaria de Saúde.

Conversei com pessoas que conhecem bem os problemas da saúde pública em Araguari. Dessa conversa, convencido por eles, pude tirar uma triste conclusão:  após 27 meses, a Secretaria de Saúde de Araguari continua sem comando, ou melhor, existem pessoas demais dando ordens e tomando decisões fora de suas alçadas. 

Queridos leitores, os senhores hão de me perguntar agora onde estão as provas dessa ausência de comando ou do excesso de caciques na Secretaria de Saúde. Valendo-me dos conhecimentos das minhas fontes, trago-lhes os seguintes fatos:
  • - a secretária titular, Iara Borges, se encontra afastada "por motivos de saúde" (comenta-se que não voltará mais ao cargo);
  • - o secretário-adjunto, Rodrigo Póvoa, especialista em Turismo(?) e sobrinho do prefeito Marcos Coelho, ocupa interinamente o cargo de gestor, mas não apita nada. Na verdade, ele submete-se às constantes, escancaradas, inexplicáveis e bem protegidas ingerências dos diretores Elpenides Barbosa e Iolanda Coelho, históricos cabos eleitorais de Mãe Preta e agora "afilhados" da vereadora Eunice Mendes, que os sustenta nos cargos;
  • - na prática, são esses dois diretores que efetivamente "mandam" na Secretaria de Saúde. Continuam praticando a destemperança. Dirigem-se a servidores e cidadãos aos gritos. Autorizam atendimentos de acordo com o "padrinho" que encaminha o paciente. Negam, placidamente, aquilo que politicamente não lhes convém conceder. Critérios técnicos para autorizar atendimentos? Nem pensar.  
Esse, o quadro. Agora, não se iludam: nada é tão ruim que não possa piorar. No caso, a situação se agrava pelo fato de ninguém (repita-se: ninguém) incomodar os dois intocáveis diretores: nem prefeito, nem vice, nem vereador, nem secretária, nem a imprensa, nem o Conselho Municipal de Saúde (existe?), nem o Ministério Público... Esses diretores, ungidos pelo novo modelo de administração, conseguiram instalar o caos num setor historicamente carente de recursos (financeiros, humanos, tecnológicos).

19 comentários:

Anônimo disse...

fiquei sabendo que o funcionario que emprestou o nome para os empenhos para comprar passagens. e esta respondendo a c l i da saude ganhou 10.000.00 para calar a boca, vamos invertigalo?

antonia disse...

Pois é Marcos em quem vamos confiar, quem deveria defender a população, defende o governo. Acho que no fim o sistema mata todos nós.

zezana disse...

Marcos, estou muito preocupada com a situação da SAÚDE PÚBLICA EM ARAGUARI. E a minha preocupação é dupla, pois sou funcionária e cidadã de Araguari.

Iconoclasta disse...

A saúde pública de Araguari está realmente um caos, como o próprio título do tópico sugere, e a promotora Leila preocupada com medidas disciplinares que a prefeitura deveria e deve tomar contra os funcionários que participaram de manifestações por buscarem melhorias das condições de trabalho. Isso que é de doer!!! Pasmém!
Será que essa senhora também não pediu ao excelentissimo prefeito num prazo de dez dias como exigido para saber sobre punições ao trabalhador, sobre a real situação da saúde pública de ARAGUARI? Será que a promotora Leila se interessou em saber da própria administração em prazo pré-determinado sobre questões como por exemplo, do MAMÓGRAFO? da carência de médicos nas UB's e PS? Será que demonstra a mesma preocupação com o cidadão araguarino que paga seus impostos e muitos são obrigados a dormirem em portas de postos de saúde para conseguirem uma consulta médica no dia seguinte?
Existe uma preocupação para reformar a estrutura física do Pronto-Socorro e sim torná-lo apto tanto ao uso de aparelhos como por exemplo do Mamógrafo que teve o seu uso impedido por não obedecer as normas corretas para o seu manuseio e quanto também melhorar sua estrutura física para um atendimento mais humano possível? Será que a promotora têm essas preocupações? Ou o problema são apenas os funcionários que buscam por melhorias de forma organizada e democrática?
Tenho inúmeras dúvidas em relação a isso. Pois a cada dia encontramos uma adminstração pública cada vez mais caótica em todos os seus setores, não chega a ser "privilégio" desse ou daquele setor, mas uma falta de planejamento e organização em todos as áreas de competência e abragência do "NEW MODEL ADMINISTRATION" e ainda mira APENAS O FUNCIONÁRIO!!!

Anônimo disse...

falando em poder e culpados, vamos rever o caso da sobrinha do tiboca, ELA E AGENTE SANITÁRIO ESTAVA DESVIADA DE FUNÇÃO NO PRONTO SOCORRO.VOLTARÃO TODOS QUE ESTAVAM DESVIADOS NA FUNÇÃO, ELA FOI PARA VIG SANITÁRIA PARA TRABALHAR A NOITE. NUNCA APARECEU LA. ELA ALEGOU QUE NÃO PODERIA TRABALHAR DE DIA PORQUE TRABALHAVA NO SALÃO DA IRMÃ DELA , QUE DIZER RECEBI SALÁRIO DE PRONTO SOCORRO E ESTA EM CASA. QUEM ESTA ASSINANDO O PONTO DESTA MENINA? É UMA VERGONHA ACONTECER ISSO DENTRO DA SEC DE SAUDE . QUER DIZER QUEM TEM TIO VEREADOR PODE TUDO.

Anônimo disse...

É um absurdo o caso dessa moça, não sei como o funcionário é chamado para exercer a sua função e não aceita ou como disse não posso por que trabalho em outra função sendo que o concurso dela é de 08 horas e o horário que ela ia fazer é de 06h, há tanta inpunidade nessa saúde de pessoas que não cumpre seu horário e ganham horas bestas que dá nojo dessa gestão, de seus coordenadores, diretores, etc... devemos chamar não de saúde e sim de doença. Infelizmente temos que se esconder no anonimato para fazer um comentário devido as retalhações pode me chamar de covarde mas infelizmente é a nossa realidade pois precisamos trabalhar para sustentar nossas famílias e a perseguição continua......

Anônimo disse...

Essa promotora Leila deveria ser investigada para saber exatamente qual o vinculo dela com a atual gestão. Pois é inconcebível que uma promotora da saúde segundo informações,esteja mais preocupada com movimentos legitimos dos funcionários que reivindicam e lutam por seus direitos que com a própria condição da saúde e, a forma com que a mesma vem sendo administrada. Pois a saúde pública está uma vergonha sem precedentes. Só a abertura de uma CLI já denota que a questão é séria e deveria ter mais empenho e apoio da atual promotora para apurar as irregularidades dos gestores da área e buscar corrigi-las para dar ao cidadão araguarino um tratamento mais digno e humano.
É lamentável a postura da promotora contrária aos funcionários.

Anônimo disse...

A situação dessa sobrinha do vereador que é lotada como agente sanitário é a seguinte: com a abertura da CLI na saúde, a Iara Cristina busca uma base de apoio no legislativo para amenizar e neutralizar o quanto pode as investigações quanto as irregularidades que foram sendo reveladas. Assim a sobrinha do vereador em questão é protegida pelos gestores da saúde em troca desse favor político. Realmente a secretária não é adepta a política, e sim a politicagem!!!

E ai promotora Leila, sabemos que o caso já foi até mesmo denunciado no Ministério Público, gostaria muito, mas muito mesmo de saber quais foram as providências que a senhora já tomou frente a situação. Ou apenas aqueles que buscam por justiça, por melhorias nas condições de trabalho, mais respeito, que vai de forma democrática cobrar dos gestores todos os compromissos assumidos com os servidores mas não concretizados, que são alvos de ataque e perseguição?

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 29 de março de 2011.

Prezados Conterrâneos,

A vitaliciedade de cargos é o nosso maior CÂNCER SOCIAL. E não há cura!

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Vitaliciedade

Servidores Estaduais deveriam sim, ser PROMOVIDOS periodicamente... é a única maneira para renovação na Comarca, a nossa única cura.

Cura dores.

E O QUE NÃO TEM REMÉDIO, REMEDIADO ESTÁ !!!

( Odeio este ditado popular. )

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Anônimo disse...

é um absurdo falar que o funcionário ganhou dez mil para ficar calado, conheço o funcionario e conversei com ele , isso não existe não sei o motivo pelo qual alguma pessoa queira prejudica-lo

zezana disse...

Chega a ser engraçado com o CAOS EM QUE ESTÁ A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM ARAGUARI, a justiça questionar manifestações morais, licitas e justas dos funcionários, as quais em nenhum momento prejudicou a sociedade,pois uma das referidas manifestações foi realizada às 18:00 horas e a outra foi uma paralização de um dia( sem paralizar serviços essênciais). Eu estou muito preocupada, mas é com a falta de médicos e demais profissionais da SAÚDE PÚBLICA DE ARAGUARI, aliás uma das exigências das "manifestações", isso se chama falta de condições de trabalho. Penso que a justiça também deveria se preocupar primeiro com estas questões que são de interesse social, se em algum momento os funcionáriso prejudicarem a população a JUSTIÇA DO TRABALHO,E SOMENTE ELA, DEVE TOMAR AS SUAS PROVIDÊNCIAS, MAS ATÉ O MOMENTE QUEM ESTÁ CAUSANDO O PREJUIZO( FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E OUTRAS) NÃO SÃO OS FUNCIONÁRIOS.

Anônimo disse...

esta sobrinha do vereador tiboca, realmente nunca apareceu para trabalhar na vig sanitária, porque tive informações de um funcionário que trabalha na sec de saude a noite. e ele me afirmou que nunca viu esta funcionaria la. agora ficar em casa recebendo e nos funcionarios temos que cumprir horários e normas é uma vergonha, porque o ministério publico que ja foi denunciado em relação dessa funcionária ainda não pediu o ponto dela para realmente esclarecer o horário que essa funcionária esta trabalhando, que dizer ela não trabalha, e fiquei sabendo que ganha quase dois mil reais . vamos verificar isso sindicato.e promotoria publica

Anônimo disse...

fiquei sabendo que essa moça apareceu para trabalhar ontem na sec de saude, mais será que ela esta cumprindo horario, porque ela não esta passando cartão e sim assinando ponto. porque chega para ver que esta indo trabalhar e vai embora uma hora depois, cuidado estou de olho em voce.

Honesto só se lasca disse...

Isso ai que é revoltante! Essa samana foi demitida 4 funcionárias contratadas da saúde e o governo alegou que foi a promotora Leila que exigiu a tomada de providências em decorrência da paralisação, onde os funcionários foram reivindicar melhorias salariais. Enquanto isso funcionários fantasmas como relatado acima e outros forçados a serem laranjas, a nobre promotora não se posiciona, o Ministério não se posiciona... Ninguém se posiciona!!!
Olha, é degradante vêr isso tudo acontecer e não ter onde e a quem confiar.

Anônimo disse...

Anônimos de plantão a referida sobrinha apareceu, até está aparentemente passando cartão e também está fingindo que trabalha, pois vai lá espera que todos a vejam e quando fica apenas ela e o vigia ela diz que vai ali e já volta, provavelmente volta apenas para fechar o cartão no horário.Não se sabe mais nem qual horário que ela cumpre pois era das 17 as 23hs vejam apenas 06 horas sendo que todos cumprem 08, ganha ainda os 90 por cento do pronto socorro e deve também ganhar adicional noturno e será que tem mais alguma gratificação? com certeza. Esse tipo de funcionário tem valor para a atual administração é o funcionário que finge que trabalha e a gente finge que acredita e com a aprovação da coordenadora da Vigilância Sanitária.Esse funcionário não é perseguido, viu gente tem que fazer assim.....Para a promotora esse tipo de fato não é importante, por conta destes fatos é que não sobra dinheiro para rever nossas perdas salariais.

Anônimo disse...

queria saber com qual verba essa funcionaria recebe, se ela é agente sanitário tem verba especifica para pagar esses funcionários que e a verba da dengue, mais como ela recebe esse salário de quase dois mil reais? querdizer com qual verba ela esta recebendo,será que seu tio tiboca completa o salário dela. ainda vou ter um tio vereador. cuidado funcionaria compre horário.

Anônimo disse...

se a reportagem de hoje no balanço geral fala de mau uso de verba da c l i da saúde será que essa sobrinha do vereador tiboca esta recebendo seu salário de outra verba sem ser da dengue, como ela e agente sanitário. vamos invertigar, e vamos denunciar ao ministério publico para ela explicar porque ela esta recebendo esse salário que não e igual aos agente sanitário, porque nem vai trabalhar, começou a ir ontem por causa dessas denunçias

Anônimo disse...

Já que o tópico é sobre a saúde, acho oportuno para falar sobre a situação da dengue em Araguari.
Vcs lembram no ano passado quando a secretária de saúde resolveu destituir todos os supervisores da área? Pois bem, ela disse na ocasião que temia por epidemia de dengue porque os supervisores não estariam cumprindo bem suas obrigações, e as mudanças eram necessárias para dar um maior dinamismo ao trabalho. No inicio da mudança, alguns entraram aqui e até fizeram ofensas aos ex-supervisores aludindo realmente por serem incompetentes ao cargo. Mas agora eu lhes pergunto amigos, após seis meses da mudança qual foi a melhoria que o afastamento dos ex-supervisores trouxeram para o serviço?
Na verdade, a operacionalização técnica do trabalho degradou em muito. Apenas para se ter uma idéia, o municipio tem o compromisso de concluir seis(6)ciclos anuais na forma de visitas domiciliares em todos os imóveis da cidade, já chegamos no mês de abril e a nova coordenação do programa nem mesmo conseguiu concluir o 1ª ciclo ainda!!! Gostaria de saber da Iara, Iolanda, Lúcia e Rodrigo ou qualquer outro que foi favoravel a exoneração em massa dos ex-supervisores qual a explicação para tanta demora ainda na 1ª atividade, já que o atual grupo que controla tecnicamente a dengue foram formados e indicados diretamente por vcs.
Como vcs os gestores estão trabalhando para o municipio não perder verbas caso não consigam atingir a meta estipulada?
Outra coisa que deve ser explicada por nossos louváveis gestores da saúde é o elevado indice larvário que tanto na primeira quanto na segunda pesquisa feita esse ano ficou acima de 4% considerado de alto risco. Qual é a explicação por esse fato também? Lembrando, que a nova coordenação foi inteiramente montada por vcs. E agora heim?
Existem imóveis na cidade cuja ultima visita de um agente da dengue aconteceu em outubro do ano passado, ou seja, estão praticamente seis meses sem receber uma visita e coincidentemente foi no mesmo mês em que os supervisores foram destituídos. Mas não eram eles os grandes vilões? O que está acontecendo por favor?
Antes que apareça algum aventureiro mau-caráter e diz assim: mas pelo menos não estamos enfrentando o numero elevado de casos da doença como foi em 2010. Então Marcos, gostaria de explicar porque isso ocorre.
No ano passado os grandes profissionais da saúde alarmou para um grande risco epidêmico de dengue em todo país devido entre outras causas o fato da reintrodução do sorotipo 1 no Brasil após 15 anos. O risco então era iminente com a reintrodução desse sorotipo já que tínhamos uma legião de pessoas susceptíveis a ele, isso porque não tiveram contato com esse tipo 1 ainda, não havendo assim imunidade para esse tipo de vírus. O que acontece esse ano é que aquelas pessoas que tiveram contato com o sorotipo 1 e o 2 que eram até então predominantes, hj elas estão imunes a esses dois tipos de vírus. Contudo, com índice larvário altíssimo como apontou as duas ultimas pesquisas nesse ano de 2011, temos uma grande quantidade de população do vetor na cidade, isso é fato, assim temos um sério problema de risco epidêmico com o sorotipo 4 que já apontou no Rio de Janeiro. Imagina o que pode acontecer caso esse vírus que ficou 28 anos inativo chegue aqui na cidade com esse índice larvário alto. É rezar para que isso não aconteça, já que estamos enfrentando grandes problemas estruturais na saúde e seguramente um surto de dengue com essa estrutura pode vitimar muitas pessoas.

Anônimo disse...

Pois é pessoal falando na sobrinha do Tiboca já não está nem indo mais,estes dias ela ia esperava todos irem embora, ela também ia depois voltava por volta das 23 horas passava o cartão e ia embora não está cumprindo nem 06 horas de trabalho pois ia trabalhar por volta das 18 horas ou melhor fingir que estava trabalhando isso os chefes da secretaria de saúde não olham e nem se importam vigiam sim quem trabalha direito e o restante como essa moça e outros eles não cobram, tem gente que mente horário de serviço pois assinam folha de ponto outros faltam e seus chefes não cortam o dia e nem pedem atestado, uns são cobrados e outros ficam a vontade, isso é um absurdo.