terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Polícia Federal no encalço de 378 prefeituras mineiras


Somente na Região Leste do Estado foram abertos
155 inquéritos sobre desvios de verbas federais

Alex Capella - Coordenador de Política - 7/02/2011 - 08:49

Pelo menos 378 prefeituras de Minas Gerais, cerca de 45% do total, são suspeitas de desvio de verbas federais. A maior parte delas se encontra na Região Leste do Estado: são 155 inquéritos abertos pela Delegacia Regional de Governador Valadares. Mas a sangria com os recursos da União se estende a todas as regiões.
Na Superintendência da Polícia Federal, instalada em Belo Horizonte e responsável pelas cidades da Região Central, há outras 100 administrações investigadas. A ordem é para que o cerco a prefeitos e servidores corruptos, responsáveis pelos prejuízos aos cofres públicos, seja intensificado nos próximos dias.
Para isso, a Polícia Federal colocará no encalço dos prefeitos mineiros 359 agentes a mais na comparação com 2010, quando a investigação começou. Este contingente estava voltado para o combate a crimes eleitorais e a segurança do pleito. Hoje, a PF conta com 676 policiais no Estado. “A prioridade, agora, é a investigação sobre os desvios de verbas federais. Os prejuízos causados à União são de bilhões”, garante o delegado Marcelo Eduardo Freitas, chefe da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado.
No ano passado, em todo o país, foram feitas 272 operações especiais com a prisão de 124 agentes públicos. Na comparação com 2009, houve um aumento de 99 prisões, apesar de, em 2010, terem ocorrido dez operações a menos do que no ano anterior, ou seja, 282. A expectativa é de que, neste ano, o número de operações cresça, assim como o de prisões. “Existem investigações em andamento apontando casos em que os recursos foram repassados, mas as obras sequer foram realizadas”, diz Freitas.
Na Região Norte de Minas, sob a responsabilidade da Delegacia de Montes Claros, o número de prefeituras investigadas chega 65. No Sul de Minas, sob a responsabilidade de Varginha, são 10; No Triângulo, na alçada de Uberlândia, são outros 21 inquéritos.
Segundo o chefe da Delegacia Regional de Combate ao Crime organizado, apesar de o número maior de inquéritos ter sido aberto na Região Leste, as prefeituras do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha vão receber uma atenção “especial” da polícia. “São prefeituras de cidades mais pobres, onde os crimes acontecem em maior quantidade. Muitas vezes, as licitações são combinadas pelos empresários com ou sem a participação dos prefeitos”.
Em todo o Brasil, a Polícia Federal tem aproximadamente 3 mil inquéritos para investigar desvios em prefeituras. Se considerarmos que o país conta com 5.565 municípios, mais da metade das prefeituras está sob investigação. “O problema são as fraudes mais sofisticadas, que contam com parlamentares. Nestes casos, o delito começa na origem dos recursos”, lembra.

AMM diz que precariedade facilita a fraude
O grande número de inquéritos abertos pela Polícia Federal (PF) tendo como alvo prefeitos e servidores públicos municipais em Minas intriga – mas não surpreende – o superintendente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Waldir Salvador. Segundo o representante dos prefeitos, a situação só irá mudar quando as prefeituras passarem a valorizar a atuação dos gestores e dos servidores públicos.
O dirigente da AMM garante que a entidade tenta, ao lado do Ministério Público Estadual (MPE) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), ampliar a informação sobre os processos para a abertura de licitações, contratação de serviços e prestação de contas. “Mas, com o salário que a área pública paga, com as dificuldades das prefeituras em contratar servidores com maior formação, vai ser sempre assim”, diz.
Salvador aponta um diagnóstico, na visão dele, “desanimador”, apresentado por mais da metade das prefeituras de Minas. “Não pagam nem R$ 2 mil para secretários. Tem prefeitura que não tem nem condição de pagar estudante de Direito para trabalhar na área jurídica, ainda mais um bom advogado. Neste cenário, realmente fica difícil a gente ver a realidade se transformar num espaço de tempo pequeno”, projeta.
Fonte: Blog do Fábio Oliva

Pitaco do blog
É a velha história do gato correndo atrás do rato. Às vezes, pega; outras (a maioria), não. Para usar uma linguagem jurídica, quase sempre, o roedor se livra solto.
Mas não podemos desistir. As leis jurídicas não são como as leis físicas. O fato de não terem efetividade social (de não pegarem) não as invalida. Apenas mostra que, infelizmente, existe uma certa cultura de impunidade no país.
Para mudar esse quadro, não basta torcemos entusiasticamente para o gato. Nem sempre torcida ganha jogo. É preciso mais. Necessário dar uma forcinha pra ele. Sempre que possível, devemos levar ao conhecimento dos órgãos de controle o sumiço de pedaços de queijo público. Ratoeiras em punho! Vamos à luta!

30 comentários:

Anônimo disse...

deveria vir em Araguari , para fiscalizar essa prefeitura. isso aqui esta uma zona.

Edilvo Mota disse...

Salário baixo (ou incompatível com a função) não é justificativa para a incompetência, a omissão e a corrupção.

Servi ao município de Araguari como secretário por 39 meses, com um salário incompatível com a responsabilidade do cargo. Mas nem por isso deixei de agir com zelo pela coisa pública, nem me descuidei do cumprimento da lei.

E por falar em salário incompatível, o dos servidores municipais (salvo exceções) há tempos também carece de revisão.

Desvio de caráter é defeito de fábrica. Não há salário que conserte.

Aristeu disse...

Atrás da corrupção só não vai quem já morreu.

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 15 de fevereiro de 2011.

Prezados Srs.,

Gostaria de estar enganado, mas nesta atual inversão de valores morais, ser perseguido por Policiais Federais por apropriação indébita está dando é STATUS ( deveria ser jaula !!! ) e não faltam no mercado os tais profissionais liberais devidamente capacitados para intermediar, postergar e procrastinar o (des)cumprimento das Leis...

Gatos & Ratos. Hora ou outra, invertem-se as posições. Jogo. E dos bem $ujo$.

Em qualquer circunstância, desvio de conduta/caráter é realmente um grande problema, principalmente quando da prática de quem ostenta o título de AUTORIDADE.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

zezana disse...

Edilvo,concordo com vovê salário baixo não é desculpa para falta de caráter. A corrupção é irmão gêmea da incompetência e a mãe das duas e de muitos outros males da nossa sociedade é a FALTA DE EDUCAÇÃO, (não confundir EDUCAÇÃO COM GRAU ESCOLAR), EDUCAÇÃO COMO VALORES QUE RECEBEMOS DESTE O NOSSO NASCIMENTO.

Marcos disse...

Concordo com os senhores. Salário baixo não autoriza ninguém a se corromper. Se fosse assim, poderíamos fechar o país. Mas, graças a Deus, a grande maioria dos que ganham um salário-mínimo não se vende.
Na verdade, o problema é moral e cultural, estando localizado, principalmente, nas classes mais altas da sociedade.
Por isso, vemos uma extrema falta de vontade da maioria dos políticos em resolver os problemas das cidades. Pior: essá má vontade de uns, às vezes, soma-se à incompetência de outros, gerando esse quadro tenebroso que aí está.

Débora disse...

ME FALAM OS 15 MOTIVOS PARA VOTAR NA DUPLA MARCÃO E JUBÃO,SE ALGUÉM TIVER ME RESPONDA?

ANTONIA ARRUDA disse...

Bom ontem tivemos uma assembléia dos funcionários públicos de Araguari, achei proveitosa, vejo que a cada dia mais e mais companheiros estão percebendo que precisamos arregassar as mangas e irmos de encontro a nossos direitos, como servidores e cidadões, cobrando recomposição de perdas salariais, aumento real e também condições dignas de trabalho para fazermos o que é o principal motivo da existência de nossas funções PRESTAR UM BOM TRABALHO A POPULAÇÃO DA CIDADE é isso que queremos dignidade, respeito e reconhecimento como principal "peça" da administração pública. OS 15 MOTIVOS SERÃO COBRADOS POIS MUITO TEM DE PROMESSAS A NÓS FUNCIONÁRIOS DE CARREIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI ENTRE ELES, PLANO DE SAÚDE, VALORIZAÇÃO DO FUNCIONÁRIO, AUMENTO SALARIAL, REVISÃO DO PLANO E OUTROS E ATÉ HOJE NADA DISSO ACONTECEU. POR ISSO AGORA É A HORA DE ENFRENTARMOS NOSSOS RECEIOS NÃO HÁ NADA QUE POSSAM FAZER CONTRA NÓS TUDO ESTÁ SENDO FEITO DENTRO DA LEI. NÃO SE PREOCUPEM COM ALGUNS COLEGAS QUE FAZEM TERROR PODE TER CERTEZA QUE ESTES ESTÃO GANHANDO ALGO IDIVIDUAL PARA TENTAR MINAR O MOVIMENTO A HORA É AGORA COMPANHEIROS VAMOS A LUTA POR DIGNIDADE.

Maria Aparecida disse...

Antônia percebi espiões também,me deixou triste de ver funcionários ligando pa Iara e a Iolanda para contar detalhes da reunião,outro fato foi o prefeito e a Iara e a Iolanda passando e olhando para cãmara,na minha opinião falta de competência e respeito querendo mostrar para os funcionários que são poderosos e pressionar os funcionários quanto à posição de cada um (CORONEL,DITADOR).

uberlandense disse disse...

ETA BLOGUINNNNNHO COMPLICADO, CRIADO E SUSTENTADO POR POLÍTICOS DERROTISTAS DESTA CIDADE DE ARAGUARI....PELO QUE ESTOU SENTINDO ESTA CIDADE E UMA MERDA NA VISÃO DESTE BLOGUEIROOOO... E SEUS CORRELIONARIOS, OPOSIONISTAS À ADMINISTRAÇÃO..SERÁ?? EM NENHUM LUGAR NO MUNDO A TANTA COISA NEGATIVA ONDE O BEM NÃO POSSA SE OPOR, PARECE QUE LÁAAA OU LOGO ALIII A COISAS FUNCIONAM COMO EM UMA EMISSORA QUE SINTONIZO AQUI EM UBERLÂNDIA, ONDE O PAU COME DESEMBOLADO...MAS O MANDO É POR CONTA DE UM POLITICO QUE PROVOU SUA CAPACIDADE TANTO AQUI COMO LÁ...BATE, BATE OS VOTOS FORAM POUCOS..MAS AQUI DEU DE FRENTE COM ODELMO... PELO JEITO ARAGUARI ESTA EM SITUAÇÃO DELICADA...MAS O CONTRARIO DO QUE MUITOS AQUI FALAM, ARAGUARI E ÓTIMA PRA SE MORAR...E POR AI A FORA...QUANDO NAO A UNIÃO A COISA COMPLICA, AINDA MAIS QUANDO A SUSTENTABILIDADE DE VEÍCULOS COMO ESTE E OUTROS BANCADOS POR POLÍTICOS ..CORRUPTOS, ONDE NÃO SE MEDE AS CONSEQUENCIAS E SIM O LUCRO A SI PRÓPRIO, MESMO EM DETRIMENTO A QUEM QUER QUE SEJA.....SE AO MENOS ESTE CARA FOSSE OU MELHOR DIZENDO (ESTA)FOSSE DE ARAGUARI..OU SERA ...OU É, ALIAS SABER A GENTE SABE, DE ONDE, POR QUEM E COMO. BASTA SER O QUE É, NÃO O QUE OS OUTROS PAGAM PARA VOCÊ SER...E FAZER. ACHO ISTO MUITO ORDINÁRIO OU ORDINÁRIA .......

Antonia disse...

Uberlandense sei hahahaha....Todo mundo sabe quem vc é....... nem merece maiores comentários.

PMDB! disse...

A piada do ano! Servidor concursado e lerdo não tem capacidade para mobilizar nada. Alias, nem motivo tem. Tentam macular a imagem e docilidade do Marcos Coelho. Governo de trabalhadores, de homens e mulheres que correm atras, fazem acontecer.
Jamais um administrador trabalhou tanto. Quem prometeu foi o Juberson, não o Marcão. O Juberson fez do funcionalismo um curral eleitoral, o Marcos sabia que não era viavel.
Hoje na preeitura não tem empregado que ganhe menos de 1100 reais.
Quanto ao sindicato! Com Tiãozinho o fracasso acontece certeiro, não precisamos nem preocupar com o rapaz da gangue. Se o Cristiano que se mostra sempre polido, nada conseguiu, imagino um Tião.
Aguardaremos a mobilização, mas conheço prfeitura e sei que servidor não tem peito...

Sandrinha disse...

Muitas vezes os servidores passam por humilhações e constrangimentos, sendo chamados de preguiçosos, quando na verdade se desdobram (em dez) para que o serviço seja prestado da melhor forma possível.
VEJO SEMPRE NA IMPRENSA (CORREIO) O PREFEITO CORRENDO ATRÁS DE RECURSOS, PORQUE A PREFEITURA NÃO TEM DINHEIRO. AGORA EXPLICA O PORQUE DA FALTA DE DINHEIRO. COM TANTOS MARAJÁS NA PREFEITURA NÃO TÊM DINHEIRO QUE DÊ. PREFEITO TÁ NA HORA DE ACABAR COM ESSES MARAJÁS.
Ruas esburacadas. Falta de médicos nos PSFs . Também pudera com tantos MARAJÁS pra pagar no fim do mês. Não há prefeitura que aguente. Cadê o sindicato da prefeitura. Cadê os vereadores. Prefeito essa é a oportunidade de acabar com esses Marajás.

Até concordo com você, Jubão é o cara das promessas...Agora não apela na docilidade do Marcão...rsrsrs
Ele é uma pessoa inteligente e não está agindo como tal.
Vejo apenas um secretario trabalhando(LEONARDO BORELLI) e eu sempre estou acompanhando de perto o executivo e também o legislativo.
Eu amo verdadeiramente minha cidade e gostaria que o prefeito usasse sua inteligencia para se libertar de gente que se esconde atrás de pseudônimo para atacar as pessoas.
Mesmo com esse governo ruim eu ainda sou otimista e acredito que se o prefeito acordasse desse sonho que virou pesadelo e parasse de acreditar nos puxa sacos e revisse a maioria das secretarias, aí sim, teríamos uma chance de melhorias na cidade.
Bjim

Eliane morel viana disse...

Jubão fala de Marcão que não sabe administrar à cidade e ele? que recebe para coçar... acorda Marcão!!!! Jubão já fala judas.Não desce do palanque e mas... os palhaços aplaudem o vagabundo, quanto o bloguinho do uberlandense,será que lá não têm blog? ou esse está encomodando à vizinha cidade progressista?aqui não depende de políticos esse simples espaço é democrático... sem din,um beijin

Eliane morel viana disse...

Ele só aparece quanto à obra está pronta, como sempre obras federais... como o pobre à maioria é leigo acho o sapo é princípe encantados,VAMOS ACORDAR ARAGUARI!!!! JUBÃO PROMETEUS,DESCULPEM JUDAS prometeu tanto para funcionários públicos e agora? sumiu? á eleição está aí...jubão e suas promessas até quando?

Alessandre Campos disse...

Minha gente,

As eleições de 2012 estão ai batendo a porta de nossas casas. Não vamos desperdiçar energia com algo que já passou, ou seja, os atuais gestores da cidade já foram eleitos e isso não pode ser mudado.

O que pode ser mudado é nossa forma de agir, sair da passividade servil para a ação inteligente.

Os funcionários públicos não podem cair na lábia, novamente, dos gestores do SINTESPA. Os interesses deste sindicato não são claros. O único interesse deles é fazer políticagem sobre o servidor público para, usar do nosso poder de voto, para depois, nos dar as costas.

A hora é pela mobilização inteligente de nossa classe, traçando objetivos e metas. A discussão simples e solitária nos meios de comunicação não irá resolver nossa situação e não irá barrar o avanço da perseguição e o trato discriminatório que sofremos diariamente.

Somos tratados assim, pq não agimos contra os desmandos. Vamos deixar as intrigas, mágoas, vaidades de lado e vamos fazer uma revolução inteligente na política de Araguari.

Servidor público tem que ter coragem para se unir e ir busca de melhores condições de trabalho. Se o SINTESPA é subserviente ao governo, faz barganha para ter cargos políticos e faz de oposição, temos que ir a luta e criar a ASSOCIAÇÂO dos SERVIDORES com pessoas que são, realmente, servidores públicos e que não queiram apenas se projetarem para candidatarem futuramente a cargos políticos.

Acorda SERVIDOR PÚBLICO, a mudança de Araguari ESTÁ SOB NOSSA responsabilidade.

AGORA só quero ver quem vai encarar essa (fora as figurinhas carimbadas de sempre) e colocar a cara a tapa e não ficar esperando as migalhas oferecidas por um governo.

Alessandre Campos disse...

No primeiro momento temos que convocar os funcionários público que estão sofrendo perseguições, os sindicalizados e os não sindicalizados, fazer uma assembléia em praça pública, um abaixo-assinado e levar ao MINISTÉRIO PÚBLICO para as providências.

Quem cala consente e aprova as atitudes dos assediadores morais.

ANTONIA disse...

Na quarta feira está marcada uma nova Assembléia na praça Getúlio Vargas, para um espaço maior visto que a última na câmara lotou e não coube todos no plenário, desta vez pessoal vamos lotar a PRAÇA. É SEMPRE BOM LEMBRAR QUE O SINDICATO SOMOS NÓS APENAS A DIRETORIA COM AS FIGURINHAS CARIMBADAS DE SEMPRE COMO DISSE O ALESSANDRE, NÃO ADIANTA PENSAR QUE POUCOS CONSEGUEM PARA TODOS. OU VAMOS DEIXAR QUE CONTINUEM DIZENDO QUE SOMOS "FUNCIONÁRIOS LERDOS", A ESCOKLHA É NOSSA. COMO DISSE UMA COLEGA NA ASSEMBLEIA "QUEBRAR UMA VARA É FÁCIL AGORA UM FEIXE INTEIRO SE COMPLICA" PENSEM NISSO!!!!!

Colenghi disse...

Alessandre
Respeitosamente discordo em algumas coisas contigo. Acho que a hora não é de divisão.
A questão não é " cair na lábia dos gestores do SINTESPA", a questão é que eles nos representam legalmente no caso de uma paralização e greve.
Sei que o SINTESPA é visto como um trampólim eleitoral, mas creio que devemos tentar.
Achei indigno o EX presidente , Cristiano, sair do SINTESPA para ocupar cargo de confiança e largar tudo na mão do Sebastião Vieira.
Assim, como acho indigno, ex diretores sindicais atrapalharem nossas reuniões para tentar detona a imagem do atual sindicato. Os msmos ex-diretores que abandoram o Sintespa para tentar adentrar no atual governo, agora voltam e querer criticar quem?
Talvez uma solução fosse a tentativa de criar uma associação para concorrer paralelamente com o SINTESPa, mas é uma idéia que duvido que a idéia dê frutos.
Abraço

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 20 de fevereiro de 2011.

Prezados Srs.,

E o tópico continua rendendo... ÓTIMO !!!

Eu sempre defendi a tese de que o maior - e pior - problema em Araguari é o continuísmo, a vitaliciedade dos cargos e funções.

Fontes para pesquisa sobre continuísmo e vitaliciedades problemáticas:

http://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/sindicatos-de-uberlandia-tem-lideres-quase-vitalicios/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vitaliciedade

Imaginem agora, todos os Poderes sob juras de amor e cumplicidade, em um casamento politeísta, poligâmico e eterno.

Muito Promissor...

Compreendo sim. Direito adquirido. E com dinheiro público, bãoTumém.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Direito_adquirido

"Mas Janis, na maioria, são ELEITOS!"

Ah. Então que se faça - E BEM FEITO!!! - a vontade da maioria.

UAI ... ÇêBestaSô...
Só mudando mermo, né tréim. ( sic )

Em tempo: "Marajá" é terminologia/designação que se aplica em Araguari APENAS a estagiários. Aqui, o correto é "Faraó", pois absolutamente nada os impede de continuarem seus atos, como Gatos ou Ratos.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Ianis disse...

E ... no bom rítmo da farra:

(...)
É ladrão que não acaba mais
Tem ladrão que não acaba mais
Você vê ladrão
Quando olha prá frente
Você vê ladrão
Quando olha prá trás...(2x)

Hiiiiiii!
A terra boa
Mas o povo
Continua escravizado
Os direitos são os mesmos
Desde os séculos passados
O Marajá
Ele só anda engravatado
Não trabalha, não faz nada
Mas tá sempre
Endinheirado...
(...)
Fonte legível:
http://letras.terra.com.br/bezerra-da-silva/350651/

Fonte audível:
http://www.youtube.com/watch?v=8i69t5BI3KI

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Ianis disse...

... e na letra, onde se lê

"A lapidação do ambiente", claro, leia-se

"A dilapidação do ambiente".

Paciência com o povo. Muita Paciência.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Aristeu disse...

Quero apresentar de público minhas condolências ao autor do presente Blog que fecundou a terra com seu mais alto tesouro - o pai. Seu Antônio, agora "incorporado" à milícia celeste, é o mais novo intercessor do filho que, graças aos seus ensinamentos, tem continuado a missão de tornar o mundo mais honesto e, com certeza, angariado inimigos ferrenhos, aos quais sempre perdoa, pois não sabem o que fazem!

Alessandre Campos disse...

Colenghi,

Respeito seu posicionamento favorável ao SINTESPA. Não proponho DIVISÃO, mas a MULTIPLICAÇÃO da força INTELIGENTE dos funcionários públicos.

Estou a quatro anos na Prefeitura. Quem me conhece sabe que nunca baixei a cabeça aos desmandos, mas uma andorinha só não faz verão.

Nunca fui associado ao SINTESPA, exatamente por um único motivo: o continuísmo eterno do poder, muito parecido com o PODER CHAVISTA.

Sou defensor da DEMOCRACIA PARTICIPATIVA.

Se fala em ditadura na Prefeitura, o SINTESPA age na mesma direção. Seu discurso é favorável ao empregador e não ao empregado.

Neste momento o que querem é apenas conseguir migalhas para que os funcionários se sintam prestigiados e votem neles em 2012 para que a farsa continue.

SINTESPA e Prefeitura são farinha do mesmo saco. Os funcionários públicos não querem paralisação ou greve, isso é a maneira mais burra de fazer política.

O funcionalismo quer respeito aos seus direitos legais. E, como ser respeitado se não se dá o respeito ou tem o rabo preso?

Não serei mais um na massa manipulada por um Sindicato que faz oposição denegrindo a imagem do funcionalismo fazendo criticas usando caixão, coelho sentado na merda, entre outras coisas. Essas idéias demonstram a falta de criatividade dos gestores deste Sindicato.

Isso é demonstração de que não há compromisso com o funcionário, mas com suas próprias vaidades e imoralidades.

O SINTESPA é uma entidade perdida, sem rumo e se os FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS quiserem tem conserto. Basta, para isso a RENOVAÇÃO com a adoção de uma política DEMOCRÁTICA PARTICIPATIVA, inteligente E SEM FINS "LUCRATIVOS" de qualquer natureza!

Obs: Não sou sindicalizado!

Colenghi disse...

Alessandre,
Entendo seu posicionamento. Porém sou Marxista, portanto adepto de soluções mais radicais, se a conversação falhar é claro.
Para mim A Luta de Classes é o Motor da História e pelo que percebi o Sintespa foi usado para o ex-presidente conseguir um carguinho.
Quanto ao atual presidente, nunca abandonou minha categoria, seja sábado, domingo ou feriado.
Não é o ideal, mas é o que temos.
Falando em soluções criativas, nós servidores poderíamos tomar algumas posturas. Por exemplo, nós agentes sanitário já não compramos produtos anunciados em programação de rádio que denigre a imagem do funcionalismo. È uma opção...
Respeito seu posicionamente, mas com esse governo, sem greve e sem radicalizar, não obteremos nada.
È bom debater sempre com pessoas como você que tem opiniões contrárias, mais tem argumento. E faz-se entender por esses argumentos.
Abraço!

Alessandre Campos disse...

Colenghi,

Eu não sei os motivos (amizade, parentesco, ideologia, interesses individuais, rabo preso, etc.) que te levam a defender o atual Presidente do SINTESPA, mas se sua categoria o tem como defensor 7 dias da semana e 24h por dia, não deveriam estar reclamando de perseguições, salários baixos, falta de condições de trabalho, etc.

O radicalismo que você defende é o mesmo que você sente na pele em forma de perseguições, bem como, todos nós servidores públicos que exercemos nosso direito a liberdade de expressão e pensamento.

O ex-presidente ou presidente licenciado do SINTESTA que você menciona, saiu como acordo para o atual ser mais uma vez o Presidente (quantos anos ele está exercendo esse cargo?) e, caso ele ocupar cargo na Prefeitura, terei a certeza de que o funcionalismo sindicalizado foi usado e está sendo usado como massa de manobra de interesses individuais.

A única vez que o SINTESTA, representado pelo Cristiano, participou de uma reunião entre minha categoria e o secretário de administração, ele defendeu o governo dizendo que não tínhamos direito de receber o piso salarial de nossa categoria, nos orientando a entrar na justiça, pois é sabido que demora décadas para ter uma solução.

Muito me admira funcionário publico que sofre na pele o radicalismo dos outros, defender o radicalismo. Você tem aquilo que você merece e defende. Você é o produto dos seus pensamentos.

Amedronta você defender esse radicalismo, pois se assim for, corro risco de ser capturado na rua e calado a qualquer custo por ter opinião clara e objetiva a respeito do Sintesta e do governo.

Qual é o ganho prático para o funcionalismo meia dúzia de pessoas não comprar um produto anunciado em rádio que denigre sua classe, sendo que o restante da população compra?

Deus me proteja dos radicais e dos perseguidores!

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 20 de fevereiro de 2011.

Prezados Srs.,

DEUS, proteja-nos de nossas Autoridades !!!

Não permita jamais que os resultados de seus atos e devaneios nos desorientem ao ponto de nos agredirmos mutuamente, e desviarmos o foco do nosso debate, que é exatamente sobre... os excessos, as agressões deles...

E, sob Sua infinita MISERICÓRDIA, e já que o Salve 190 pouco anda resolvendo, apelamos a Ti. Ó SENHOR, pelo Salmo 109, sem dó nem piedade !!!

Que seja feita a Tua Vontade.

E se depois desta restar alguém VIVO, Irmãos, AMÉM.

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Colenghi O Comunista que amedronta... disse...

Bem Alessandre, parece que me interpretou mal,e não entendi o motivo de tanta pedrada,mas cada um cada um...

ANTONIA disse...

Bom fico triste, como disse algumas vezes agora temos que unir forças contra aqueles que nos pereseguem e não nos valorizam.PENSEM NISSO PESSOAL.

Alessandre Campos disse...

Colenghi,

Não estou apedrejando e nem julgando ninguém.
É só um ponto de vista.
Estamos num diálogo.
E o diálogo foi inventado para que ocorra o entendimento entre as partes.

Estamos no mesmo barco. A luta é pela mesma causa: o respeito pelo funcionalismo público.