quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Poder "de fogo"

Entre as compras inusitadas feitas pelo novo modelo de administração, uma vai deixar todo mundo de cabeça tonta.
Trata-se da aquisição de 1 (um) litro de whisky Johnnie Walker e de 10 (dez) energéticos (veja foto acima). Valor da farra: R$ 149,80 (cento e quarenta e nove reais e oitenta centavos). Inegável, eles têm bom gosto. Mas a conta, como sempre, fica por nossa conta.
É bom lembrar que nem todo mortal tem direito a esse "deleite", ainda mais bancado pelo dinheiro público. Deve ser por isso que os políticos vivem de "ressaca eleitoral".
Não é que eu seja chato na hora de pagar a conta, mas nessas horas é bem melhor a companhia do Lula. Afinal, segundo dizem, ele se contentaria com garrafa de 51. Sairia bem mais em conta.

6 comentários:

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 2 de fevereiro de 2011.

Prezado Marcos,

(...)
eles têm bom gosto.
(...)

UAI sô... se esse tréim fosse pelo menos um GRANT´S... ( sic )

Mas, em terra de consumidor ( degustador? Que isso?! ) de Red Label, farrinha de político nunca será regada a Chivas, Ballantines ou Buchanans.

Ainda bem que a tchurminha é fraquinha. Poderia ser com Guaraná Santana não ?!

;-)

Atenciosamente,
Janis Peters GRANT´S.

Anônimo disse...

É esse estado de embriaguez que impede que o governo enxergue a realidade do povo de araguari.

Aristeu disse...

Gostaria de provar um uisque zito destes, mas como povo, vejo-me, quando muito, com direito de uma colher de sopa de biotônico após as refeições e ... Tome ferro!

Anônimo disse...

Ainda ontem fiquei assustado com a notícia veiculada bombasticamente pelo repórter policial “di qui” da emissora que por sua causa, vai acabar mudando de nome para Rede Mentirosa e, pelo “comentarista político” que não sabe que não sabe de apelido lácteo, quando utilizaram da “mão do macaco” para dizer um punhado de asneira, na tentativa de provocar estragos e depois não ter que se desculpar, ao se referirem de forma pinçada e desinformada a compra de Whisky pela administração.

Segundo os quais, tais fatos, foram retirados de um blog, que de tão ruim mais parece projeto de blog do que qualquer outra coisa, onde o neófito blogueiro, que se diz “Vigilante”, é usado e abusado por duas pessoas sem caráter e desinformados, que o pão com mortadela já está a disposição destes para a mudança, divulga de forma “orientada” e, sem nenhum conhecimento, que o Novo Modelo de Administração adquiriu Whisky e energéticos por um preço absurdo, sem antes verificar o motivo da aquisição de tais itens pelo poder público. A guisa de esclarecimentos, muito embora desnecessário, em virtude da falta de credibilidade da fonte, foi adquirido da mesma empresa, e lançados na mesma nota, mas, levianamente omitido pela publicação, além do Whisky e energéticos, frutas, refrigerantes, pratos descartáveis etc.etc., tudo para atender aos camarins das bandas de músicas que fizeram o carnaval em Araguari de 12 a 16 de fevereiro de 2010, conforme exigência contida nos contratos. É legal ou não é ?

antônia disse...

EStranho o carnaval em fevereiro a data da compra em março como assim?

Colenghi disse...

LEGALIDADE
IMPESSOALIDADE
moralidade
PUBLICIDADE
EFICIÊNCIA

O gestor publico deve ater-se ao principio da moralidade.Pode ser legal, mas moral...