quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Hospital municipal passa por mais uma vistoria

Escrito por Talita Gonçalves

Qua, 09 de Fevereiro de 2011 00:00
Na manhã de ontem, engenheiros da Universidade Federal de Uberlândia, acompanhados das secretárias Thereza Cristina Griep (Desenvolvimento) e Iara Cristina Borges (Saúde) fizeram uma nova vistoria no prédio onde deveria funcionar o Hospital Municipal Nephtali Guimarães Vieira. Repleta de irregularidades, a herança da gestão de Marcos Alvim é atualmente uma das prioridades do governo para a Saúde no município, que atualmente apresenta sérias deficiências.

Como foi dito, a intenção da prefeitura é transferir o Pronto-Socorro Municipal provisoriamente para as instalações do Hospital, para que o antigo prédio situado à praça da Constituição dê lugar a UPA - Unidade de Pronto Atendimento, obra com duração prevista de um ano e orçada em R$ 1.400.000.
Engenheiros da UFU observam as irregularidades do hospital municipal
O primeiro passo, segundo Thereza Griep, é adequar a ala do Hospital onde funciona o pronto socorro. “O projeto todo é mais complexo, tem ainda a parte do centro cirúrgico, que necessita também de muitas reformas. Assim que fizermos a transferência, eles nos passam o que precisa para que a outra parte também funcione.
Num primeiro momento, os técnicos da UFU apontaram informalmente algumas das principais irregularidades nas instalações do prédio. O piso, que é de granitina, de uso proibido em hospitais pela Anvisa, deverá ser substituído; a maioria das portas abre com 80 centímetros, e o correto é, no mínimo 90 centímetros. Todos os portais são feitos de madeira, mais um problema. Será necessário criar um sistema de drenagem para captar a água para que ela não entre no prédio, algo que acontece com freqüência durante as chuvas; o sistema de gazes está comprometido e segundo a secretária, será providenciado pela prefeitura nessa semana.
Além de todos os problemas citados, o hospital municipal não possui entrada de emergência. “O projeto foi mal feito, como um todo. Supondo que alguém seja esfaqueado, ele terá que passar pela sala onde é o atendimento, e não há outra entrada. Não sabemos nem como esse projeto foi liberado. Estamos procurando meios de solucionar isso também,” conta Thereza Griep.
No entanto, é preciso esperar que os engenheiros da UFU terminem o laudo para que os ajustes comecem, pois é através dele que a aprovação da Vigilância Sanitária será obtida. “Nossa intenção é fazer todas as reformas de uma vez, pois muito se gastou ali para arrumar coisas que não tiveram resultado,” completou a detentora da pasta de Desenvolvimento.
A partir de agora, novas vistorias serão realizadas, e os responsáveis pelo laudo virão constantemente para orientar sobre as adequações. A próxima delas deve acontecer ainda nesta semana.
Transcrito do Gazeta do Triângulo.


Pitacos do blog
          Muito já se falou sobre o Hospital (HM), mas o assunto parece inesgotável.
          As falhas cometidas pelo governo anterior e a "saída" encontrada pelo governo atual nos obrigam a algumas reflexões. Afinal, é essa a função do cidadão metido a "achólogo".
          As falhas. Cuidam-se de erros de projeto básico e de execução. Mas podem ser bem mais do que isso. Em certos casos, a utlização de materiais diversos dos previstos no projeto pode representar desvio de recursos públicos. Por exemplo, usam-se materiais de qualidade inferior (mais baratos), mas paga-se por material de qualidade superior previsto nas planinhas de custos (mais caros). Assim, pequenas diferenças em diversos materiais trazem para a construtora um lucro indevido. Isso para não falarmos em diferenças de quantidades de materiais ou no superfaturamento de preços (preços bem mais caros que os de mercado). Bem, o destino desse "lucro" pode ficar com a própria empresa construtora ou ir para as mãos de terceiros. É isso que está sendo apurado nos processos administrativos e judiciais instaurados contra o ex-Prefeito, o ex-Secretário de Obras e a empresa construtora.
          Outro ponto que precisa ser abordado é a solução encontrada pelo governo. Utilizar o prédio do HM para abrigar o Pronto Socorro Municipal (PSM) é desperdício de dinheiro. A finalidade do PSM e do HM, por óbvio, são diferentes. Um novo PSM resolveria somente em parte o problema da população. Continuariam as dificuldades, uma vez que o PSM é apenas uma porta de entrada (indevida em alguns casos) para os hospitais privados que atendem pelo SUS. Somente um hospital público diminuiria as filas de internação e de cirurgia, por exemplo. Ainda, reduziria a dependência do município em relação à Santa Casa de Misericórdia, que hoje, perigosamente, comanda a saúde pública na cidade.
          Aqui, vale ressaltar a incompetência política do governo anterior e do atual. Ambos não conseguiram encontrar uma solução para colocar o HM em funcionamento. Sem recursos federais e/ou estaduais, dificilmente o município conseguirá gerir um hospital público. Vale frisar, ainda, o erro maior foi do governo Marcos Alvim. Ainda que o prédio estivesse em perfeitas condições,  não se poderia construir um hospital sem a mínima garantia de funcionamento futuro. Traduzindo: por ocasião da licitação, o governo já deveria demonstrar a existência de recursos orçamentários suficientes para fazer o hospital funcionar por dois anos. Assim, por exemplo, não se poderia ter iniciado uma obra sem dinheiro suficiente para o pagamento de pessoal, aquisição de equipamentos e insumos necessários ao funcionamento do hospital.
          Em suma, começou errado e irá terminar pior. Mais uma solução provisória. Claro, com direito a foguetes e palanque eleitoral fora de época. O HM superfaturado será subutilizado. Eventual melhora no serviço de saúde pública será mínima. Apenas a fila mudará de lugar. Pior: continuaremos nas mãos da iniciativa privada ou dependendo de uma ambulância com destino a Uberlândia. Ainda bem que estão duplicando a rodovia...

26 comentários:

antonia disse...

Um ano que coincidencia, ficará tudo pronto bem próximo as eleições municipais, lega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Aristeu disse...

Na atual conjuntura antes um pronto socorro do que nada. Um dia o hospital ressuscita!

Ianis disse...

UBERLÂNDIA-MG, 9 de fevereiro de 2011.

Prezados Srs.,

(...)
Mais uma solução provisória.
(...)

Imagino tratar-se de um imenso paliativo entre compadres.

Qualquer "Rendez-vous d´Margô/buteco" que ali venha a funcionar, irá mascarar o fato ocorrido - desvio escancaradamente IMPUNE de verbas públicas - se não me engano - e tudo cairá no esquecimento sob a vista grossa de quem tem autoridade para punir - E NÃO PUNE.

UmaMãoLavaOutra. (sic)

E o ciclo se repetirá entre os CAVALHEIROS:

"- Não comente sobre o que apropriei, que não comentarei sobre o que apropriarás..."

Muito justo. Muito apropriado.

(...)
... o hospital municipal não possui entrada de emergência.
(...)

Inauguração. Bravo !!! Bravo !!!

Isso será um marco em Araguari. Ou dois...

Atenciosamente,
Janis Peters Grants.

Reporter olho vivo disse...

ENQUANTO FICAM DE OLHO DO HOSPITAL ESQUECEM O PSF PARAISO QUE ERRONEAMENTE ABRIGA EQUIPE DO MIRANDA E TEM TANTA GENTE CONTRATADA TOTAL 15 ACS, AGORA O QUE PRECISA É MAIS MEDICO E ENFERMAS NECAS. IMAGINO QUE PARA O SUS A GESTORA LANÇOU EQUIPE COMPLETA um medico um enfermeiro 2 tecnicos ee 6 agentes PARA NAO PERDER A VERBA DE 6 MIL. SO QUE NÃO ESTA COMPLETA FALTA O ESSENCIAL E SOBRA ACS OS QUAIS ESTÃO SEM CHEFIA E SEM AREA PARA VISITA. Isso e revoltante para a população

Anônimo disse...

Reporter olho vivo, isso q vc disse é muito grave! Onde está legislativo para averiguar isso?
Temos que levar essa toda desorganização ao conhecimento dos vereadores e cobrar solução.
Agora sabemos porque colocaram a Iara como secretária de saúde, deitam e rolam.

Anônimo disse...

Marcos parabéns pelo seu blog. Nessa matéria sobre o Hospital Municipal vc fez colocações verdadeiras, pena que a maioria da população que é a que mais sofre com essas mazelas todas é incapaz de enxergar toda essa sujeira. Acorda Araguari! Andréia

Maria tereza disse...

Araguari pagará duzentos mil reais para rede integração filiada à rede globo,prestem atenção!! à cidade precisa de gastar tanto assim ? vai para à câmara vamos mobilizar... à cidade precisa de melhorar em todos os setores,estamas vivendo uma calamidade URGENTE!!!!!! esse projeto não pode passar.

antonia disse...

Maria tereza que história é essa, para que? fazer propaganda de que? Tá louco esse mundo!

Maria Tereza disse...

Antonia acessa o blog wilson Prado,está lá à bomba,saiu também no diário de araguari,infelizmente é o esperamos desse governo.

Anônimo disse...

Pronto Socorro sem Música

Reflitam...

Transferência do P.S.?
Que pena!
Fico sensibilizado pelo fato de retirar o P.S. do lado do Conservatório...
Vcs não estão entendendo gente!
O Conservatório só foi contruído naquele local, pra poder ficar bem pertinho do P.S.
Vcs não viram que acabaram até com uma praça so pra contruirem aquele moderno recinto musical?
Será que não dava pra ter construido em outras bandas?
Acredito que em inúmeros lotes vagos pertencentes à Prefeitura (os de âmbito urbano mesmo)são proibidas a manutenção e a limpeza (pelo memnos é o que parece), pois ali se faz o cultivo de pastagens e matas gigantescas que são utilizadas para camuflar o lixo que boa parte da população insiste em jogar, transformando tais locais em verdadeiros lixões. Por isso, em nenhum terreno houve a possibilidade de edificação do Conservatório...
Estava fora de cogitação!
Decidiu-se, portanto, acabar com a praça mesmo...
Daria menos trabalho...
E, ainda, promoveria-se uma bela junção, um casamento eu diria, entre esses dois Órgãos tão distintos: P.S. e CONSERVATÓRIO.
Estou quase certo que os enfermos que chegam ao P.S. com enxaqueca, não precisam nem de atendimento médico, são curados pela própria musica que paira no ar. Não precisam nem mesmo enfrentar uma fila por quase 3 horas para fazer cadastro e/ou ser atendido.
Eis que surgiu um novo tipo de tratamento para toda e qualquer enfermidade: a "MUSICOTERAPIA DO P.S.".
Olha que esse tipo de tratamento é caro!
Não é pra qualquer um não!
Mas aqui em nossa cidade é oferecido de graça!
Não é um barato?!
Agora, com a transferencia do P.S. para o prédio do H.M., essa modalidade de tratamento certamente irá por água abaixo.
Mas, uma coisa é certa:
foi-se a praça,
vai-se o P.S.,
mas o Conservatório fica...
Afinal, musica é arte! E, na nossa cidade só tem arteiros..., quer dizer, artistas!

Anônimo disse...

"Eis que surgiu um novo tipo de tratamento para toda e qualquer enfermidade: a "MUSICOTERAPIA DO P.S.".

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ah deve ser por isso que aqueles que trabalham no P.S ganha os 90%, adicional pela música.

Anônimo disse...

Pronto socorro têm médico? e esse de rerigueri não têm,melhor ouvir música para alegrar já que o NOVO MODELO NÃO têm COMPETÊNCIA PARA NADAAAAAAAA.Nem arrumar médico vamos cantar quem canta os males espanta.

Anônimo disse...

Nossa se a verba dependesse de MARCÃO E JUBÃO não teríamos nem conservatório perderiam toda verba,novo modelo não acharia lugar nenhum talvez em piracaíba,mas o NOVO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO COM TERRENO PRÓPRIO PERDE VERBA,AINDA BEM QUE JÀ FOI ENTRGUE ANTES SE NÃO JÁ ERA MÚSICA.

Anônimo disse...

O NOVO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO VAI PAGAR DUZENTOS MIL REAIS PARA TV INTEGRAÇÃO? PARA MOSTRAR O QUE?MARCÃO E JUBÃO OBRANDO OU MOSTRAR AO VIVO QUE A CADA DIA O GOVERNO ESTÁ A DERIVA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK FALTA MÉDICOS DO PSF NO PRONTO SOCORRO,A MAIOR VERGONHA ÚNICA CIDADE QUE NÃO SABIA DO SALÁRIO MINIMO FOI PARA 540,00 REAIS SÓ O NOVO MODELO DE ARAGUARI QUE NÃO SABIA...ISSO POR QUE OUVE MANIFESTAÇOES DOS FUNCIONÁRIOS SE NÃO PASSAVAM Á MÃO HONESTO GOVERNO,TRANSPARENTE AGORA PAGAR TELEVISÃO É BOM MOSTRAR RERIGRRI SE DERIVAVDO E AFUNDANDO E OS PUXA SACOS,O QUE SERÁ DE VCS?KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK O QUE O JORNAL DO COELHO VAI FAZER? CONTINUE OBRANDO MARCÃO E JUBÃO E O BARCO AFUNDANDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Anônimo disse...

Profissionais da área da saúde(médicos especificamente) já estão desistindo de atuarem no P.S. municipal.
Não por causa dos baixos salários e sim devido à concorrência da "MUSICOTERAPIA". Essa é milagrosa mesmo...
Quem sabe não se constroe um centro cultural nas dependências do H.M. junto ao novo P.S.?

Anônimo disse...

Idiotas sem criatividade(no minimo, funcionalismo publico insatisfeito) criticam o atual modelo de administração, pois não tem capacidade nem mesmo para executarem suas próprias funções.
Agridem gratuitamente o Governo porque talvez foram punidos por incompetencia.

Maria tereza disse...

Anônimo vc não sabe que música é ARTE E CULTURA,puxa saco leiteiro o maior incopetentes são os puxa saco e o novo modelo de administração quem agride o governo? são vcs mesmo que perseguem funcionários e perdem VERBASSSSSSSSSSSSS por incopetência,outra se o governo trabalhasse mesmo... não seria tão criticados nas rádios ou vc é surdo leiteiro o povo grita socorroooooooooooooooooooooooo

Anônimo disse...

Engano seu, meu caro anônimo!
Nem todos nós, que damos nossa sincera opnião, fazemos parte do quadro de fincionários municipais.
Criticamos sim, pois é a única coisa que nos resta, enquanto cidadãos honestos e trabalhadores que temos que trabalhar em outro município porque essa merda de cidade não oferece trabalho para quem quer realmente trabalhar.
Gostaria sim de ter um cargo publico(assim como vc deve ter o seu), mas gostaria de entrar por merito proprio, e não por ser um capacho de confiança do poderoso chefão, como vc.
Mas nem isso a nossa querida cidade nos proporciona.
Não existe concurso publico, so cabide para pendurar parasitas como vc.

Maria tereza disse...

Vc faz da comunicação kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o que vc escuta governo mentiroso e incopetentes a dupla MARCÃO E JUBÃO e vc anônimo vai trabalhar até tapar buraco vcs não tem capacidade kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk também coelho gosta só reclamações nas rádios da cidade o neófito DJAIR fica na escuta vamos dançar BOMBA PARA BAILAR ISSO AQUI É BOMBA PARA GALERA ISSO AQUI É BOMBA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK são funcionários que ficam ligando nas rádios fofoqueiro de plantão estou falando secretário de fazenda não vai ser Djaír Advogado mectrefe e nem militão por que não sabe NADAAAAAAAAAAAAAAAA

Anônimo disse...

Muita calma nessa hora gente...
Não percamos a compostura...

Anônimo disse...

ESSe aí deve ser leiteiro RUDILAMERDA ENTÃO JOSÉ MINEIRO SERÀ?

Maria tereza disse...

Gente estou escutando na rádio mamografia e caixa de filme que iria vencer março de 2012,gente o que é isso? falta de competência mesmo.Jogada no galpão do palácio,que horror!!!!! bomba vamos bailar aqui é bomba.

Colenghi disse...

Percebo aqui alguns comentários RUDImentares...
Mas pedirei aos companheiros que não percam a compostura.

Anônimo disse...

Anonimo das 10 e 59, o senhor acredita que ser funcionario publico tira o direito de protestarmos contra o pior governo que Araguari ja teve...
Não executamos algumas tarefas, por que não nos dão condição de trabalho. Existe uma tentativa de macular o servidor de carreira, mas ninguem e tão burro de acreditar em vcs.
Vcs do goveerno são o lobo mal da historia e se fosse vc ja ia pensando onde vai trabalhar depois de 2012...pq o Marcao nao reelege nem pra sindico de condominio no inferno...apesar que acho que ele pode ganhar do capeta
kkkkkkkkkk

Marcos Lander disse...

Marcos, primeiro parabéns pelo blog e concordo em gênero, número e grau com suas observações. Só para esclarecimento no HM existe o espaço próprio para um PS. Fica ao lado (anexo ao Hospital)
Um abs

Anônimo disse...

Alguém viu a enquente feita pelo jornal Gazeta do Triângulo?

http://www.gazetadotriangulo.com.br/novo/index.php?option=com_content&view=article&id=14857:enquete-mudanca-do-pronto-socorro-para-o-predio-do-hospital-municipal&catid=18:geral&Itemid=162

OBS: copiar e colar no navegador