sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Somma de buracos

Fins de 2009 e início de 2010, o Projeto Somma era considerado a tábua de salvação das avenidas que ligam a BR-050 à MG-223. O município contrairia empréstimo de R$ 5,5 milhões junto ao BDMG, utilizando parte desse valor na recuperação das avenidas-rodovias. O governo tinha pressa na sua aprovação. Traidores: assim foram chamados os vereadores que eram contra a obtenção do empréstimo.
Início de 2011. Nada de luz no fim do túnel. Os usuários das vias continuam a ver navios. Ou melhor, buracos. Acidentes acontecem ali. Motoristas e moradores sofrem. A imagem da cidade se deteriora. Só os borracheiros têm motivos para comemorar.
Reportagens da Gazeta do Triângulo e do Portal Megaminas tocam no assunto. Retratam a situação das vias. O governo tergiversa. Afirma que os recursos ainda não foram liberados.
Resposta lacônica. O governo Marcos Coelho continua nos devendo uma informação mais convincente. Queremos mais transparência. Onde está a urgência que motivou acaloradas discussões sobre o projeto? Perdeu-se no tempo? Era só jogo de cena? Por que os recursos ainda não estão nos cofres do município? A Prefeitura fez a sua parte, elaborando corretamente os projetos necessários?
Essas dúvidas, caros amigos, não são fruto da minha mente maldosa. São, isto sim, consequências da mera observação do passado recente. A gestão atual da cidade transforma qualquer obra em novela. Paradoxal, o governo Coelho move-se como uma tartaruga. Querem exemplos? A reforma da Casa da Cultura e a adaptação da sala do antigo Cine Ritz vêm batendo recordes de lentidão. Continuamos sem explicações. Será que a recuperação das avenidas-rodovias seguirá o mesmo caminho?

27 comentários:

antônia disse...

È outro dia me lembrei desta novela do projeto Somma, me lembro de pessoas distribuindo ofensas aos vereadores que não aprovaram o projeto, pois queriam maires esclarecimentos se não me engano, por fim foi aprovado e hoje mais de uma ano depois o presenciamos é um avenida?rodovia cheia de buraco, onde se foi o dinheiro.

Edilvo Mota disse...

http://www.gazetadotriangulo.com.br/novo/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=26&Itemid=289

EM RESUMO
Márcio Marques

"POSSE
A data da posse dos novos secretários de governo foi adiada do dia 1.º para o dia 3 de fevereiro, em virtude da viagem do prefeito Marcos Coelho e da secretária de Educação Eunice Mendes a Belo Horizonte, onde participarão da posse dos deputados estaduais para a legislatura 2011/2014. Aloisio Nunes de Faria (Gabinete), Cândido Arruda (Meio Ambiente), Eunice Mendes (Educação) e Luciana Menezes (Faec) tomarão posse oficialmente. As coisas vão melhorar."

* Quer dizer que no Gabinete, no Meio Ambiente, na Educação e na FAEC a coisa tava ruim???

Aristeu disse...

Edilvo,

"Vão melhorar" é um conjunto verbal transitivo direto, ou seja, vai melhorar pra alguém... Não ficou subentendido que fosse para a população.
Cinco milhões e meio é uma somma considerável. Isto quer dizer que buracos atraem dinheiro à prefeitura... Eu aposto na continuidade dos buracos.
Isto dá um filme de bandidagem, pena que nunca o veremos na Casa da Cultura ou no Cine Ritz...

Edilvo Mota disse...

Aristeu, explico minha indagação.

Sem qualquer juízo de valor em relação aos nomes citados, alguns detalhes nos deixam perplexos com as mudanças feitas pelo alcaide (ou pela mente que realmente comanda o poder):

1- FAEC: foi rifada no balcão da campanha para o PT e a cadeira distribuida para o ex-pré-candidato a prefeito do partido (Leonardo Melo. Aloísio Nunes foi nomeado como vice-presidente (cargo que, comenta-se, sequer existiria no organograma da Fundação). Na saída de Leonardo Melo, o lógico seria o vice Aloísio assumir: afinal, em qualquer situação, se o vice não substitui o titular não há justificativa para o cargo. Ao invés disso, o cargo foi novamente rifado dentro do PT (priorizando acordo político e não a afinidade com o setor, que aliás padece de entendimento e diálogo entre artistas e direção do órgão).

2- EDUCAÇÃO: em 2009 um grupo de servidores do setor reclamou da gestão (truculenta, segundo eles) de Marivone Paiva; o prefeito bateu o pé, prestigiou a secretária e a manteve no cargo. Agora, aparentemente sem motivos, a dispensou (ou o prefeito levou 2 anos para assimilar o que foi reclamado?). Ocupada pela vereadora Eunice Mendes (reconhecida profissional da área, diga-se), a secretaria certamente se tornará um excelente palanque eleitoral pra prefeita em 2012. Haja vista a anunciada viagem (mais uma) da vereadora/secretária em companhia do prefeito, para a posse dos novos deputados estaduais - tarefa esta que se encaixaria melhor nas atribuições do secretário de Gabinete; ou que, por medida de economia deveria ser evitada, reduzindo gastos com passagens aéreas, alimentação e hospedagem).

3- GABINETE: já foi ocupado por inúmeras pessoas nesta gestão, numa clara demonstração de falta de norte (e de sul também). Ocupado por Cândido Arruda, um excelente profissional e pessoa de fino trato (que já ocupara a Controladoria, de onde saiu também sem explicação) agora sobre nova modificação sem justificativa aparente; visto que Candinho parecia vir desempenhando muito bem a tarefa. Por outro lado, se Aloísio tem competência para a função (e creio que tenha) porque não foi promovido a presidente da FAEC? Ou porque, então, não foi logo nomeado secretário no início de 2009?

4- MEIO AMBIENTE: inicialmente foi foco da trapalhada (ainda não explicada) do sumiço de eucaliptos. Depois ocupada temporariamente por Mauro Rodrigues, poderia ter seguido seu curso. Mas, de novo prestigiando compromisso eleitoral, foi guindado ao cargo o advogado e suplente de vereador Hamilton Júnior, do PMDB. Com a mexida nos cargos, levam Hamilton pra Câmara e nomeia Cândido Arruda para a pasta. Apesar da reconhecida competência e habilidade do Candinho, não se sabe se ele conhece os meandros do setor. E, talvez, 2 anos sejam pouco tempo...

Enfim... continuo sem entender porra nenhuma!!

Aristeu disse...

...E o "Portal de Araguari" poderia elucidar...

Alessandre Campos disse...

Edilvo, vc vai continuar sem entender, pois o principio básico deste entendimento se resume numa palavra e na ação que ela impõe: PLANEJAMENTO. Algo que nunca ocorreu na prefeitura de Araguari.

Parece que planejamento é só para fazer orçamento, e que não é respeitado, e isso ocorre desde 1888.

É necessário urgentemente uma reforma administrativa, pois existem cargos de mais sem finalidade nenhuma.

Além de tudo, quando não entenderem que cargos de Diretor devem ser técnicos, já que os cargos de secretários são políticos, a bagunça continuará.

Mas, qual profissional habilitado quer ser Diretor para ganhar 1.400,00 em tempo integral e com responsabilidade de secretário que ganha 6.000,00?

Anônimo disse...

A gravidade do problema é justamente cargos importantes como de secretário serem políticos, estes necessitam de ser cargos técnicos, ocupados por pessoas capacitadas para cada área, exemplo uma Assistente Social a frente da Saúde, esta deveria estar na secretaria de Ação Social talvez, na saúde precisamos de administradores com formação em Saúde Pública. Visto que é uma das mais importantes para a população, não dá para brincar de ser gestor.

Edilvo Mota disse...

Jornal Diário de Araguari, edição de 01.02.2011, coluna "CURTAS":

"A BOMBA QUE VIROU TRAQUE

A tão esperada mudança do secretariado morreu na praia. Vão mudar tudo, para tudo ficar na mesma. Em vez de reformas radicais, de caráter estruturante, para dar agilidade à máquina mastodôntica, tudo não vai passar de faz de conta, onde cada secretário serve para qualquer vaga. Quase todos são polivalentes. Lamentável, é o termo mais suave que pode ser aplicado".

Anônimo disse...

Engraçado, quando puseram a máfia da Home Care na farmácia municipal (no governo Marcos Alvim) ninguém reclamou! E mesmo estourando a operação que prendeu os donos desta famigerada empresa que intermediava a compra e a distribuição de remédios o ex-prefeito preferiu não romper o contrato com a máfia. E o nobre Edilvo era o Secretário de Saúde quando da assinatura do contrato que colocou essa máfia em nossa farmácia municipal, com a Benção do prefeito de uberlÂNDia.

Edilvo Mota disse...

Prezado anônimo(a) de 28 de fevereiro de 2011 15:52

Enviei ao proprietário do blog uma resposta detalhada, fundamentada e bem educada às suas ilações.

Caso seja publicada, leia com atenção.

E, desde já, lembre-se que estamos num Estado Democrático de Direito; portanto, sua manifestação dispensaria o anonimato.

Fatos relacionados à gestão pública são (óbvio) de domínio público e merecem as devidas respostas, quando questionados. Ainda que velhos ou novos modelos não consigam entender isto...

Colenghi disse...

Edilvo
Aposto que é anonimA, uma premiada anonima. È parceiro, nem para defender o governo esses cargos de confiança tem coragem de sair do anonimato.
Mas te dou um PREMIO se adivinhar quem é essa...
kkkkkkkkkkkkkkkk

Edilvo Mota disse...

Colenghi...

e não é que imagino que seja a própria???

Vive de expedientes obscuros, promovendo negociatas de bastidores, babando ovo de políticos de qualquer naipe, sem importar para a folha corrida (seja preta, alva ou nova), num tipo de subserviência que beira ao ridículo.

Tudo pra conseguir "boquinhas", cargos e complementos salariais. Esse tipo de parasita infesta a administração pública e desmoraliza os quadros.

E ainda destila suas mal resolvidas questões pessoais com ataques sociopatas, deixando cheiro de enxofre por onde passa.

Toda mente insana necessita de exercício de poder, de forma autoritária, pra compensar as frustrações e dilemas existenciais.

Dá pena... Duro que isso seja mantido com o dinheiro do contribuinte.

Poeta de vanguarda disse...

RUDImetares radialistas,
BRASILEIROS de nenhuma imparcialidade. No LIMIar de seus lamuRIOs, tocante é vossa bajulação.
Quiçà sua fonte palaciana secar, certamente atrás do próximo fornecedor correrão. O bajulado de hoje, é o mal prefeito depois de 2012.
Salada de frutas podres, indigesta fétida, onde nenhum nós temos estomago para sentar e comer.
Linha dura não existe, apenas com cerol. Cerol que corta opiniões, e as pipas de outros, mas nunca as do palácio.

Edilvo Mota disse...

Prezados,

resolvi poupar o Antônio Marcos. Então, posto aqui, em fatias, minha resposta ao(à) anônimo(a), sobre Home Care e minha suposta nobreza:

"Prezado anônimo(a)

Contextualizando, para responder de forma justa e adequada suas ilações:

1- A empresa Home Care não foi "posta" na farmácia municipal. Participou de processo licitatório (já ouviu falar?); passou pelo crivo da Comissão de Licitação da Prefeitura, foi habilitada e venceu o certame (termo técnico);

2- Você tem razão: na época ninguém reclamou. Nem você, nem a Câmara Municipal, nem o Ministério Público, nem a imprensa, nem ninguém. Todos perderam ótima oportunidade de exercer o direito de fiscalizar a administração pública. Talvez o medo de ter que se expor (visto que não há como questionar atos do Executivo no anonimato) tenha freado o ímpeto cidadão, que geralmente só é manifestado em mesas de buteco, arquibancadas de futebol ou no anonimato dos blogs. Esta é a chamada indústria da fofoca, futrica...

Edilvo Mota disse...

3- Até "estourar" a operação que levou à prisão os donos e alguns funcionários da Home Care (com sede em São Paulo e atuação em diversas cidades do país) nenhum indício havia de qualquer tipo de irregularidade. Quem sabe se a Câmara Municipal de Araguari (ou quem sabe você mesmo(a))tivesse sido mais diligente e atuante, pudesse ter levantado algo?! Se houvessem acompanhado o processo licitatório, quem sabe a empresa fosse impugnada, com apontamento de argumentos plausíveis (sem anonimato, claro);

4- O caso "estourou", se não me engano, no final de 2008; por mera circunstância, eu havia pedido exoneração em março/2008. Mas, ainda que estivesse no cargo, o fato em nada afetaria minha conduta e não me causaria qualquer tipo de preocupação (como até hoje não causa);

5- Fazer referência às "bênçãos" do prefeito de Uberlândia, somente reforça a mentalidade provinciana que ainda domina boa parte da população de Araguari, que insiste em enxergar a metrópole ao lado como inimiga. Isto é fruto da tal "síndrome de vira-latas" da qual falava o dramaturgo Nelson Rodrigues (se não sabe quem foi, recomendo a leitura de seus textos e a assistência de suas inúmeras peças e filmes, levados ao ar pela televisão e o cinema);

Edilvo Mota disse...

6- Curiosamente, após ter "estourado" o caso Home Care (final de 2008) com a prisão de várias pessoas da empresa, no início de 2009 o atual governo contratou para gerenciar a Farmácia Municipal, justamente o ex-gerente da Home Care na região, o Sr. Renato Garcia (que segundo informações, não comprovadas, também teria tido que prestar esclarecimentos à Polícia Federal; o que, convenhamos, não o incrimina de plano). Porém, ao contrário do que você faz aqui, não estabeleço juízo de valor sobre o Sr. Renato Garcia. Mas é fato que ele prestou (ou ainda presta) serviços ao Novo Modelo de Administração, que é soberano para contratar e demitir. Neste caso, mais uma vez, tanto a Câmara Municipal, quanto a imprensa, você ou qualquer outro cidadão, deixaram de fiscalizar o poder público e não fizeram qualquer tipo de questionamento.

7- Exerci o munus público de forma profissional e na estrita observância dos limites da lei. Não prevariquei, não transigi no cumprimento das atribuições legais, não me corrompi, não me escorei em padrinhos políticos para assumir nem me manter no cargo. Justamente por isto, posso me manifestar de forma aberta, sem receio de expor meu nome ao crivo da sociedade ou da Justiça. E também não preciso ter medo de agentes políticos, aos quais respeito mas não devo favores (nem aos anteriores nem aos atuais).

É uma enorme satisfação poder ter prestado relevantes serviços ao município de Araguari (desde que aqui cheguei há 15 anos) e não precisar me esconder sob o manto covarde do anonimato.

Edilvo Mota disse...

Estarei sempre à disposição de qualquer cidadão, para prestar esclarecimentos dos atos e fatos ocorridos na Saúde Pública durante minha gestão (01.01.2005 a 31.03.2008). Da mesma forma, continuarei como sempre estive, à disposição do Poder Legislativo, do Ministério Público e do Poder Judiciário, para prestar contas dos atos sob minha responsabilidade no exercício da função pública.

Arrume coragem no fundo do baú, experimente as delícias da liberdade de expressão e se livre das amarras da covardia do anonimato. Se for preciso, peça autorização aos padrinhos políticos.

No mais, meus votos de respeito pelo seu direito democrático de expressão e meus agradecimentos pela menção à nobreza de minha pessoa, menção esta que fica por conta da sua generosidade.

Tenha uma ótima semana...

Sandrinha disse...

Edilvo, e o que é mais interessante, é que até as pessoas desonestas preferem contar com pessoas dignas, em quem possam confiar... Estranho paradoxo!
Por mais que se diga que a desonestidade está em alta, temos visto verdadeiros impérios desabando por causa da falta de ética.
E é importante lembrar que as empresas,secretarias, PREFEITURAS são dirigidas por pessoas. E são as pessoas que dão confiabilidade ou não aos negócios.
Portanto, é sempre o indivíduo o portador dos valores morais capazes de gerar confiança, a única base capaz de sustentar tanto os negócios quanto as amizades.
E você enquanto secretário provou sua honestidade e seus valores...SOU SUA FÃ...e olha que as vezes você me estressa...rsrsrs
Bjim

Anônimo disse...

Discernir tanto de um assunto como a Saúde Pública, e a forma de correta de Administrar a "coisa" pública ao que parece não foi colocada tão em prática pelo grupo ao qual voce fez parte. Não o acuso diretamente de nada, mesmo porque, conseguir provas daquilo que aos nossos olhos é extremamente nítido, é muito difícil, inúmeros escândalos e problemas ocorreram dentro do governo que voce fez parte. O que me deixa inquieto é o fato de voce até a data presente se manifestar de forma avessa ao acorrido na época em que voce atuou. Será que na época em que foi gestor público não existia Ministério Público e outros órgãos de denúncia??? Uma área tão delicada como a da Saúde deveria ser tratada com mais humanidade e menos tecnica, principalmente se esta técnina apenas contribui para depredar a estrutura da nossa saúde. Ou voce acha que o caso do Hospital Municipal é uma obra da imaginação e da criatividade do Ministério Público Federal???

Edilvo Mota disse...

Este é exatamente o cerne da questão. Não fiz, nem faço, parte de grupo algum.

No final de 2004, fui convidado pessoalmente pelo prefeito reeleito para assumir o cargo de gestor do SUS. Segundo ele, pelo desempenho profissional; somente o tempo dirá se ele agiu certo ou não. Não pedi nem implorei o cargo, não fui indicado por grupo, nem político; então, pude trabalhar sem colocar o rabo entre as pernas.

Como sempre, exerci a função com probidade e dentro dos limites físicos, orçamentários e de pessoal disponíveis. Sem me submeter a pressões externas.

Não opino de forma avessa a nada. Apenas reporto meu ponto de vista sobre fatos (pretéritos ou atuais). E, à época em que estive na gestão pública, o fazia pessoalmente ao prefeito, inclusive em reuniões de secretariado e, inúmeras vezes, por ofício (todos disponíveis para qualquer cidadão). Não servia ao governo, nem pessoalmente ao prefeito, mas ao Município de Araguari; esta é o marco que poucos conseguem entender, quando se aventuram numa "boquinha" no setor público.

Porém, nada presenciei que fosse passível de denúncia ao Ministério Público; assim ocorresse, me exoneraria e agiria. Contudo, nenhum de nós deve agir por "ouvir dizer", sob risco de cometermos injustiças, enganos ou erros irreparáveis e passíveis de sanção legal.

Também àquela época, o Conselho de Saúde não estava amordaçado como agora. Agia com independência e sem o cabresto da administração.

Confrontar técnica com "humanidade" é uma saída para justificar a incompetência de muitos que assumem cargos públicos sem a devida habilitação (técnica, ética nem psicológica), apenas para exercitar o ego. Gestão é sinônimo de gerência, administração; funções que exigem, sim, preparo técnico.

Quanto à humanização das ações, os depoimentos dos contemporâneos são o melhor atestado de correção de conduta. Gestor "humano" não bajula subordinado; porém, o trata com respeito e cordialidade, sem abrir mão da autoridade.

Sobre o Hospital Municipal já me manifestei como secretário, via ofício, em artigos escritos, em entrevistas de rádio (uma delas com a inusitada presença do atual prefeito), etc, etc. O hospital foi construido e "inaugurado" em 2003; assumi o comando da Saúde Pública em 2005. Entretanto, continuo à disposição do Poder Legislativo, do Ministério Público e do Poder Judiciário para opinar; apenas opinar, claro, visto que não fui responsável pela obra. Mas fui quem conseguiu a liberação do alvará sanitário, que perdeu a validade por inação do governo anterior, na falta de execução das adequações (responsabilidade da Secretaria de Obras).

Me dispus a depor numa eventual (e duvidosa) CLI; onde poderia, inclusive, cobrar de alguns (atuais) vereador(a)es da época o motivo de sua completa omissão em relação ao assunto, no período 2001-2004.

Fatos, para contrapor a ilações. Simples assim...

Edilvo Mota disse...

Em tempo:

Graduação em CIÊNCIAS CONTÁBEIS. 1988, Universidade Federal de Uberlândia.

Especialização lato sensu em CONTABILIDADE GERENCIAL. 1991, Universidade Federal de Uberlândia.

Especialização lato sensu em ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, COM FOCO EM SAÚDE PÚBLICA E ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR. 1996/1997, Universidade de Ribeirão Preto-SP.

Aperfeiçoamento em GESTÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO EM SAÚDE. 2006, Fundação Oswaldo Cruz-FIOCRUZ/Ministério da Saúde.

Modéstia às favas, Discernir (interpretar, diferenciar) eu consigo. Discorrer sobre o tema eu posso.

Anônimo disse...

"Modéstia às favas, Discernir (interpretar, diferenciar) eu consigo. Discorrer sobre o tema eu posso." Aliás isso sempre te faltou!!! Tanto que está fora do processo! e continua o mesmo! só o tempo pra lhe ensinar! Quem sabe a velhice, as doenças... possam lhe ensinar algo! Mirian.

Edilvo Mota disse...

Enfim... um nome (Mirian).

Mas imagino que seja pseudônimo, codinome (famoso nome de guerra) ou tentativa de direcionar a terceiros o cagaço de se expor.

Não sei de qual "processo" você fala. Mas se for do que eu estou pensando, onde ocorrem coisas do arco da velha e impublicáveis, com todo tipo de velhacaria, sacanagem e corrupção... realmente... sempre estive e estarei fora.

Por isso mesmo, continuo o mesmo. Dono do meu nariz, sem precisa me rastejar nem lamber botas de coronéis políticos, sem precisar engolir sapos e valores em troca de cargos.

Tenho ouvido dos servidores municipais o sentimento de revolta e decepção. Ano que vem tem outro "processo". Provavelmente você dará um jeitinho de "continuar no processo", independente de quem seja "a bola da vez". Lealdade a princípios e coerência são artigos raros no meio político.

Quanto ao tempo, a velhice e as doenças hão de acometer a todos nós. Façamos ou não parte do "processo", sejamos ou não da "tchurma", estejamos ou não "por cima da carne seca" de bem com o poder de plantão.

Restará, no final a consciência. E cada um de nós há de conviver com sua. Em paz ou em crise, se penitenciando pelo tipo de vida que escolheu viver.

Não temo minha consciência...

Não perca tempo nem energia me atacando. Sua vida merece cuidados especiais.

Débora disse...

Edilvo não preocupa com esses puxa saco,O NOVO MODELO DE MÁ ADMINISTRAÇÃO ESTÁ PÉSSIMO,SINTO FALTA DO EX PREFEITO MARCOS ALVIM ENTRE O ATUAL E O EX PREFIRO O MARCOS ALVIM,ELES ESTÃO SENTIDO QUE O POVO NÃO AGUENTA MAS ELES...então estão atirando para todos os lados aquela farmácia está bem diferente do era hoje falta muitos medicamentos que não faltava o pronto da morte piorou,os psf não têm médicos,perseguições com funcionários,eles querem te atingir pela falta de responsabilidade que assumiram,MENTIROSOS,DISSIMULADOS,PERSEGUIDOR como à saúde esta no UTI inclusive à anônima(o) que mama na teta insisti em te perseguir por que PIOR que eles SÓ ELES,calma anônima 2012 está chegando,EDILVO MOTA vc deve estar encomodando com suas opiniões no blog,esses tipinhos de gente não merece atenção vamos rir anônima kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

TEM gente no PS só aguardando a volta da anonima pra lá deepois de 2012. aí Ela vai ser simples funcionária.... Tem outros falando que quando ganharem a eleição a IARA vai ser assistente social lá no presidio, pois não querem deixar ela queimando o filme depois d ter perseguido tantos...o que plantam anonima e Iara, logo vão colher...

Anônimo disse...

Engraçado, quando este grupo fez parte do poder, surripiaram, corromperam, perseguiram e depredaram a Administração Pública, agora ainda querem se defender. Foram tantas as aberrações que todos que fizeram parte desse governo deveriam ir presos. Superfaturamento de serviços de empreiteiras, sem medição dos serviços e fazendo caixa 2 (mais de 20 milhões estorquidos do município) Contratação de escritório de Advogados que os defenderam quando da passagem do mãe preta pela prefeitura, sem licitação. Mais de 4 milhões de desvios de recursos no hospital municipal, contrato com a máfia da Home Care em mais de 2 milhões. mirian

Anônimo disse...

7546-32.2010.4.01.3803 - numero do processo no Ministério Público.
64 - AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA(7300),
1030800 - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
1030801 - DANO AO ERÁRIO - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
1030803 - VIOLAÇÃO AOS PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
Réus:
REQDO ROS MARI TEREZINHA CIMA
REQDO MARCOS ANTONIO ALVIM
REQDO GALENO MONTEIRO DE ARAUJO
REQDO PAULO ARAUJO
REQDO SANDRO MARCELO MALDANER
RODRIGO RIBEIRO PEREIRA (MG00083032) kkkkkk Ele está aqui de novo defendendo o Marcos Alvim, o mesmo que o defendeu no processo do mãe preta e depois "ganhou" um contrato da prefeitura! ODARCIMAR SILVESTRE RODRIGUES (MG00034504)Ela também esta, a funcionária fantasma do Marcos Alvim que ficou mamando 8 anos na teta.
Isso não pode acabar em pizza!!!
Durma com esse Barulho Edilvo!!! mirian