sábado, 15 de janeiro de 2011

Resposta e agradecimentos

Há cerca de um mês, um caro leitor queria saber por que eu, já residente e estabilizado em Brasília, criei um blog para falar das coisas de Araguari. Quais eram as minhas intenções? Não me lembro de toda a resposta dada, mas, abusando da paciência dos senhores, faço mais algumas reflexões.
A idéia de discutir as coisas da nossa cidade e, em seguida, de criar um blog veio, talvez inconscientemente, do mestre Aristeu. Certa vez, ele abriu meus olhos sobre a realidade de Araguari. Eu, que sempre via a cidade com um olhar apaixonado e saudosista (quase infantil), fui literalmente acordado. Fruto de seu trabalho na Pizzaria do Bolinha nos anos setenta, Aristeu conviveu com políticos que frequentavam aquele espaço. Ainda menino, ele passou a conhecer um pouco dos subterrâneos da política araguarina. Foi por isso que me alertou: a cidade não é nada disso que você pensa.
Depois desse susto, fazendo uma conexão com meu dia-a-dia num tribunal de contas, passei a ver a atuação do poder público em Araguari com olhos mais críticos. Sempre que ouvia uma notícia, procurava entender o que realmente se passava. Hoje, revendo alguns fatos, percebo o quanto ainda somos inocentes diante do mau caratismo de alguns dos nossos representantes no governo. Lembro-me, por exemplo, de parentes que morreram  por falta de um melhor atendimento no sistema público de saúde. Agora, vejo tudo isso com outros olhos. Bastante indignado, diga-se de passagem.
Pois bem, em suma, a minha intenção neste espaço é tentar contribuir de alguma forma com a cidade onde vivem meus parentes e amigos e onde quero passar a parte final da minha vida. Assim, o blog é o instrumento desse desejo. Além dele, sempre que possível, quero denunciar possíveis irregularidades aos órgãos de controle competentes. Acredito que isso é o mínimo que posso fazer.
Para encerrar, agradecimentos à Maguila. Depois de um ano e meio de blog, agradeço às inúmeras pessoas que visitaram este espaço. Em especial, quero agradecer aos comentaristas. Das figurinhas carimbadas aos anônimos, todos foram e são importantes. É muito gratificante saber que existem pessoas que, concordando ou não comigo, querem viver numa cidade melhor, independentemente de quem esteja no poder. São fãs do diálogo, da democracia e, sobretudo, são fãs desta cidade maravilhosa que é o Rerigueri. Sendo a internet um local democrático, saibam que as críticas, os comentários e as sugestões serão sempre bem-vindos. Afinal, conhecer, discutir e participar são verbos que, necessariamente, devem ser conjugados para que possamos melhorar a vida da nossa cidade.

4 comentários:

Aristeu disse...

Meu amigo,

Para conhecer as intenções humanas há de se conhecer o coração. Eu não conheço na plenitude o seu coração, mas posso afirmar que devido a quantidade que ele sofre, por um amor desmedido à justiça, não há tantos maiores que ele.
É difícil, neste mundo cão que nos cerca, vislumbrar as ditas segundas intenções do bicho homem. Eu aposto alto na sua dignidade e vontade de bem-servir.
A gente, apesar de pouco estudo, com forte vontade em cumprir os deveres, tem alguma noção de justiça e de direito, mas você detem um pouco mais que o censo comum, a coragem e a maior de todas as virtudes - Nenhum rabo preso.
Como eu gosto de abusar do seu vasto conhecimento, meu herói desmascarado, e demonstrar que a sua preocupação vai além da "Gothan" Araguari vejo um engodo nacional que está em moda e gostaria da sua opinião ou ação para desmascarar mais esta farsa contra a economia popular.
Assim como se disca um número telefônico e, com isto, faz-se uma doação ou dá mesmo um pequeno lance por um valioso bem, a jogatina está on-line.
Fui atrás (olha só que fonte - Programa do Ratinho!) do site www.showdecentavos.com.br para conhecer a sistemática de comprar produtos por centavos. É uma roubalheira sem tamanho. É um jogo sem precedentes, sem contar que, por trás das regras, há um super computador que sempre tem o conhecimento de todas cartas do jogo. Você compra créditos antecipadamente e vai gastando em lances. Lances que ficam sempre com eles caso não seja vencedor. É lance com sorteio. Quanta criatividade! São ofertas contra o tempo e, abaixo de 10 segundos, por exemplo, para o vencimento do leilão, cada lance, que cresce somente em um centavo, aumenta o tempo em três segundos. Por incrível, conforme for o produto, minutos e mais minutos vão acrescendo ao embate.
Neste momento que te escrevo, um nintendo de valor de R$1.100,00 (Hum mil e cem reais), que você pode comprar por este preço no site, está saindo, no Leilão on line cents, por valor próximo a R$35,00 (trinta e cinco reais) e crescendo tanto em centavos quanto em segundos. Para fins de cálculo, consideremos que saia a R$35,00 ao lance vencedor, mas a somatória de todos os centavos retidos deram a este único produto a quantia exata de R$61.267,50... Um felizardo e 3499 azarados ou ludibriados!

Edilvo Mota disse...

Isto se chama CIDADANIA.

Exercício que requer rabo livre .

Aristeu disse...

Meu amigo,

Eu conheço um pouco do seu coração e quanto gostaria de proclamar que as suas intenções não pertencem a este mundo hipócrita ao qual vivemos!
O bicho-homem, além de predador máximo, é o mais desconfiado.
Eu, apesar de pouco estudo e muita vontade de cumprir o dever, tenho alguma noção de justiça e direito, coisa empírica, ao contrário de você que é detentor de muito conhecimento, causa e duas maior das virtudes - Coragem e falta de rabo preso!
Você não vislumbra um mundo melhor apenas na "Gothan" Araguari "City", meu herói desmascarado!
Neste instante, pra demonstrar o quanto diversificado é a sua sede de modificar o errôneo, gostaria de saber da legalidade do site www.showdecentavos.com.br, que adentrei orientado, veja por onde - O Programa do Ratinho!
É um jogo, uma roubalheira sem tamanho! Você compra créditos antecipadamente, digamos que sejam fichas e vai apostando. Lance dado é lance retido, mesmo que não tenha levado o bem. O lance cresce centavo a centavo e, a certa altura, próximo do fim do tempo, cada novo lance gera um acréscimo de três segundos no tempo do pregão.
Do lado do site há um supercomputador, pois os lances são computados na velocidade da luz, ou seja, ele conhece as regras e as processam de uma maneira que os usuários não sabem e nem tem como saberem.
Neste instante, por exemplo, há um produto, um nintendo, que normalmente se adquire no próprio site por R$1.100,00 (Hum mil e cem reais), mas que está próximo do valor de R$40,00 (quarenta reais) pelo lance que é mais difícil que sorteio convencional, com aumento, até onde não se sabe do lance e do tempo.
Suponhamos que se feche nestes R$40,00 (quarenta reais), então será adquirido por uma bagatela pelo vencedor, mas outros 3.999 usuários deixaram retidos no site, centavo por centavo, a quantia de R$80.020,00 (Oitenta mil e vinte reais) por um único bem. No site ressaltaria um desconto de mais de 95%, mas fora adquirido por 7.275% acima do preço original.
Brasil, pátria amarga... ou então "nintendo" de matemática.

Marcos disse...

Aristeu e Edilvo, obrigado pela participação.
Sobre essa questão da jogatina (eu incluiria outras: roubo das operadoras de telefonia, função social dos big brothers da vida, etc.), eu acho que o grande problema é, como sempre, a falta de fiscalização. Na verdade, vai além porque a ausência de controle é sempre proposital. Há sempre alguém dentro ou próximo do poder ganhando com isso.
O Ministério Público Federal já tentou em outras ocasiões diminuir essa roubalheira e essa falta de função social de alguns programas de TV. Contudo, em terra Brasilis, o buraco é mais embaixo. Salvo algumas honrosas exceções, o POder Judiciário acaba permitindo a perpetuação dessas malandragens.
Para nós, que ainda acreditamos em Papai Noel, convém comunicar esse fato ao Ministério Público e aos Ministérios da Justiça e das Comunicações. Como se diz por aí que o brasileiro não desiste nunca, convém tentar.
Assim que eu achar um meio de questionar isso, eu aviso aos interessados.