terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Deputado Marcos Montes levanta suspeita sobre Hospital Regional de Uberaba

As eleições municipais de 2012 ainda estão longe de acontecer, mas as ações visando ao pleito já começam a ficar mais visíveis. Ainda ontem o deputado federal reeleito Marcos Montes (DEM) disse com todas as letras suspeitar que o atual governo municipal esteja “levando em banho-maria” a obra de construção do Hospital Regional em Uberaba, em área próxima ao cemitério São João Batista, no bairro Mercês.
Para ele, é pouco provável que o prefeito Anderson Adauto (PMDB) coloque a unidade em funcionamento faltando dois anos para o término do seu mandato. Por isso, o parlamentar aposta em um arranjo para que a inauguração da unidade hospitalar coincida com os últimos meses do governo AA. Assim o atual comando do Executivo fará a festa, mas não terá que arcar com a manutenção do HR, ficando estes custos para a próxima Administração.
Esta é a única explicação encontrada, afirma MM, para justificar a morosidade da PMU, uma vez que os recursos estão garantidos pelo Estado, que se comprometeu em dotar a cidade de um hospital regional, e vem cumprindo com seu compromisso. Vale citar que o governo mineiro vai repassar R$ 20 milhões para as obras.
Até então calado sobre o assunto – que já rendeu muitas discussões, especialmente sobre a localização do hospital –, MM revela que decidiu se manifestar porque tem acompanhado o drama da insuficiência de leitos no município.
Fonte:  http://jmonline.com.br/novo/

Pitaco do Blog
Qualquer semelhança com a obra do Hospital Municipal de Araguari não é mera coincidência.

4 comentários:

Edilvo Mota disse...

A conferir a diligência, o comprometimento e o espírito público dos sagazes vereadores de Uberaba.

Tomara não ocorra coincidência semelhante...

Aristeu disse...

Isto me lembra o Agente 86: O velho truque...

Anônimo disse...

Estes hospitais publicos sao presentes de Grego para qualquer cidade, visto que nem a Uniao, nem os Estados Membros querem manter estes hospitais. Eles apenas querem investir em predios e equipamentos, sem garantir dinheiro para contrataçao e pagamento de pessoal, bem assim, para manutençao dos hospitais. Pergunta ao Marcao se ele tem condiçoes de contratar pessoal especializado e colocar o hospital funcionando.

Marcos disse...

Caro anônimo, vc matou a charada. É isso mesmo que acontece.
Em Araguari, por exemplo, o governo Marcos Alvim descumpriu a Lei de Licitações e a LRF, que exigem, por ocasião da licitação, a comprovação de dotações orçamentárias suficientes para custear despesas continuadas. É o caso das despesas de pessoal e de manutenção do hospital.
Eu proponho uma aposta com o Edilvo, o Anônimo e outros. Alguém se habilita? Aposto que, em breve, esses hospitais públicos de Uberlândia, Uberaba e Ituiutaba serão entregues à iniciativa privada por meio de parcerias. É só uma questão de tempo. É claro que os empresários do setor médico, tal qual urubus, já estão de olho grande nessas potenciais vítimas.