terça-feira, 30 de novembro de 2010

A Unipac pode formar médicos

foto extraída do site http://www.wilsonprado.blogspot.com/
Com o reconhecimento do Ministério da Educação, a Faculdade de Medicina da Unipac Araguari, agora, poderá formar... médicos (sic).
Agora há pouco, em entrevista na Rádio Onda Viva, o senhor Prefeito comemorou esse fato. Disse que a cidade melhorou muito com a presença da instituição.
Ora, não há como discordar das melhorias trazidas pela Unipac. Basta ver a quantidade de recursos que os alunos de fora deixam na cidade. Esse incremento na circulação de riquezas, por óbvio, só faz bem à economia da cidade.
Contudo, essa euforia, me parece, deveria ser contida por alguns fatos. Primeiro, é preciso saber que benefícios a instituição trouxe para a saúde pública da cidade. Encher a Santa Casa de estagiários não necessariamente melhora a prestação dos serviços de saúde. Afinal, a Santa Casa está longe de ser pública e, obviamente, estagiário não é médico. Precisamos, isto sim, de mais leitos e médicos públicos. Ainda há grande deficiência nessa área.
Além do mais, há que se considerar as benesses que o município vem concedendo a uma instituição que, vale lembrar, objetiva alcançar lucros e interesses políticos de seu reitor. Em outras palavras, o município, por meio de parcerias muitas vezes informais e ilegais, vem fomentando o lucro de uma organização privada. Pergunta-se: se o município fizesse concessões semelhantes, não atrairia universidades públicas para cá? Não preciso nem lembrar que, em regra, as instituições públicas oferecem ensino superior de melhor qualidade e gratuito. Isso, sim, faria diferença para a maioria da população araguarina.
Sem desconsiderar os benefícios trazidos à cidade, é preciso ter em conta, então, que a Unipac, a exemplo da Unitri, tem, como finalidade principal, a obtenção de lucros e de vantagens políticas para os seus proprietários. Pior: o município vem fomentando essas instituições mediante a concessão de benefícios que poderiam produzir melhores efeitos sociais se outorgados a instituições públicas.

Um comentário:

Aristeu disse...

Uai, qual é preferível: o do lucro das instituições de ensino privado ou os desvios de um ensino público? O importante são os frutos. Um estagiário curioso e interessado é preferível a um médico desses por aí...