sexta-feira, 26 de novembro de 2010

13º salário de vereador e outras mutretas

O Natal está chegando. Época de festas, de presentes. Data máxima da cristandade, diriam os mais antigos. Em Araguari, não é diferente. Nós, que já pagamos um salário absurdo aos vereadores, vamos lhes dar mais um presente. Movidos pelo espírito natalino (ou pela omissão?!), bancaremos, agora, o décimo terceiro salário dessa galera tão "laboriosa".
É isso mesmo! Além dos 7 mil reais mensais e das verbas de gabinete (cujo valor não é ninguém sabe), nossos "competentes e honestos" edis vão receber, também, o décimo terceiro salário. Nessa hora, pouco importa se esse benefício é legal e legítimo. Não interessa se é moral recebê-lo. O importante é se locupletar, ou seja, se enriquecer às custas do contribuinte.
Engraçado, se não fosse trágico. Na hora de efetivar direitos da população, esses mesmos edis afirmam esbarrar na falta de recursos. Vociferam não poderem violar as leis e a Constituição Federal. Em especial, demonstram um imenso temor da tal Lei de Responsabilidade Fiscal. Diversamente, quando se cuida de encher os próprios bolsos, essa preocupação não existe. Pague-se! Discuta-se a legalidade depois!
Pessoal, tá na hora de acordar! Tudo bem que é o dinheiro quem elege esses "caras", mas temos que resistir bravamente a essas e a outras picaretagens. Como pode um vereador ganhar 7 mil reais por mês numa cidade como Araguari? Como é possível a Câmara esconder o quanto gasta com essa turma? Por que em Araguari ser vereador virou profissão (das mais rentáveis, diga-se de passagem)? Por que a Câmara não realiza concursos públicos? Quantos comissionados, laranjas e parentes de vereadores existem na Câmara? Por que a Presidente daquela Casa passa a maior parte do tempo viajando ao lado do Prefeito? Como são feitas as prestações de contas dessas viagens? Por que os vereadores assistem, passivamente, às irregularidades cometidas pelo governo atual e pelos anteriores? Por que a Câmara não puniu os vereadores e servidores que roubaram dinheiro público na década de 90? Por quê? Por quê? por quê?...

5 comentários:

Wellington disse...

Marcos, só complementando...
Por quê todos os veradores da Câmara não assinaram o pedido de CLI, que do ponto de vista ético/moral é a atiude que deveriam tomar sem pestanejar, protelar ou negociar?

Marcos disse...

Os vereadores estão comprometidos com esse sistema corrupto. Sinceramente, o inferno é pouco para quem, como eles, assiste ao descaso na área de saúde. Assistir passivamente a pessoas na fila da morte por causa de roubos é um dos piores pecados que um ser humano pode cometer.
Olha, Wellington, os vereadores simplesmente lavam as mãos. Fazem cara de paisagem. Deixam as águas rolarem. Mesmo os tais de oposição não são contundentes como deveriam. Nessa hora, o opositor tem que chegar na imprensa (e alguns deles tem veículos de comunicação) e dar nomes aos bois. Se estiverem com medo, mandem pro meu e-mail que eu publico aqui. Aliás, eu já pedi para alguns cópias de documentos da Prefeitura, mas nao recebi. O que não pode é continuar o caos na saúde pública.

Aristeu disse...

A Câmara é uma mina - vamos explodí-la!

Anônimo disse...

Vereador de situação e oposição, qual a diferença? Hoje está sendo a CLI do governo marcão que os vereadores não pretendem constituir. ontém foi a CLI do hospital que os vereadores de hoje não falam nem a custa de tortura. Ontem a oposição votou contra o projeto SOMA inclusive para a compra de máquina. Hoje a oposição grita a sua permissão de saída de dinheiro de não sei qual pasta para o funcionário público.Coitado do povo da cidade e da prefeitura. Mentiras, mentiras e mais mentiras! Para nossa alegria, novas eleições e novos vereadores viram. O porcão,o rafael, o tiboca, macedo e o rogério são empresários. O tibá e o raul creio que nunca trabalharam como empregados na vida.A eunice que diz amar a edução continuará. o tião deve ter certeza que a reeleição se tornou imposível e tem cumulado gordura para enfrentar a vida de patroleiro.O marcão vai inventar outro sonho...

Edilvo Mota disse...

Se a população tomasse conhecimento, em detalhes, das falcatruas praticadas dentro da Câmara Municipal nos anos 90, certamente repensaria sua forma de votar. E repensaria também o hábito de vender voto pra picareta e, por tabela, vender o futuro da cidade.

A quem interessar possa, basta uma lida minuciosa no relatório de perícia contábil do INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO Nº 032/97 de iniciativa do competente promotor de justiça Epaminondas da Costa.

Há muito mais de podre na área política do que imagina a vã filosofia de buteco...