terça-feira, 19 de outubro de 2010

Imigrantes continuam sendo desafio para NOVO MODELO.



    Um dos grandes desafios para o Novo Modelo de Administração continua sendo na área social. A falta de planejamento e de conhecimento para buscar uma solução permitiu, por exemplo, a perda do controle em relação aos andarilhos de nossa cidade. 
    É visível o aumento do número de pessoas perambulando pela cidade ou instaladas em praças públicas, onde fazem suas necessidades e até mesmo se hospedam. Há pouco tempo, foi flagrado um grupo de andarilhos com barracas montadas na praça do Terminal Rodoviário Tancredo Neves, um dos cartões de visita da cidade. Neste final de semana, alguns deles foram flagrados dormindo no mesmo local (foto). Ninguém toma providências!
    É mesmo comum o envolvimento dessas pessoas em atos contrários à lei. Muitas vezes, a Polícia Militar é acionada para registrar ocorrências por perturbação e até mesmo tráfico ou envolvimento com álcool e drogas.
    Chegou ao nosso conhecimento que um destes ameaçou um funcionário de cargo de confiança do prefeito no terminal rodoviário, mas até agora nenhuma providência foi tomada, o problema continua. Será que este é um dos problemas crônicos e sem solução em nosso município?
Colaboração do Repórter João Carlos de Almeida, da Rádio Vitoriosa Araguari

Pitacos do blog:
Este é um problema sério mesmo. Essas pessoas acabam perdendo o seu referencial. Daí para a marginalidade é um pulo.
É relevante o trabalho feito por algumas instituições (sobretudo, as religiosas). Mas isso não é o bastante! O João Carlos tem razão: o município não pode se omitir. É dele a competência para, com bom senso e o rigor necessário, minorar esse problema.
Assim, cabe perguntar: onde está a Secretaria de Assistência Social?
        

6 comentários:

Sandrinha disse...

O problema com andarilhos em Araguari infelizmente chegou a um estagio de periculosidade muito grande...É comum assistir brigas nas ruas por parte dessas pessoas que vagam por Araguari...
Acho que se a secretaria de ação social começasse a agir em função disso
com certeza o indice de criminalidade até diminuiria...
Como moro proximo a rodoviaria sempre tem um batendo na porta pra pedir alguma coisa o que gera um certo desconforto já que a gente se sente de certa forma com medo de entrar para pegar o que é pedido e a pessoa vir atraz e fazer algo contra a gente
Sinceramente espero que a secretaria de ação social comece a agir e rapido

Marcos disse...

Sandrinha, no meu pitaco, eu falei em bom senso propositalmente. É um assunto complicado e, em certas cidades, os gestores adotam medidas estranhas, algumas de cunho nazista.
Vou citar o exemplo de São Paulo. Lá o então prefeito José Serra, atual candidato a Presidente, criou uma espécie de "rampa antimendigos". É uma barreira arquitetônica colocada embaixo dos viadutos para impedir que os mendigos morassem ali. Não acho que essa seja a saída.
Acredito que, se a Prefeitura se unisse à algumas instituições sociais, ficaria mais fácil combater o problema. Não adianta comprar passagem para outra cidade, tentando espantar eles da cidade. Não adianta prender por vadiagem, porque se trata de uma prisão absurda.
É preciso criar uma casa para abrigar provisoriamente esse pessoal. Depois, estudar a situação de cada um deles e tentar encontrar uma saída.
Eu tenho um pensamento sobre o assunto. Ninguém está na rua por prazer, por puro deleite. São as circunstâncias que empurram essas pessoas para essa situação degradante. O pior é que nós nos sentimos incomodados por eles como se eles não fossem humanos. É o tal abismo social que criamos e não conseguimos diminuir...
Inté!

Sandrinha disse...

Concordo com vc que realmente criamos sim um abismo...somos todos humanos cheios de medos e preconceitos tmb...e derrepente ver um rosto sujo e um corpo mal trapilho assusta e muito...
Em relação a sua sugestão de uma casa abrigo não sei se seria o suficiente para ajudar na situação dessas pessoas... acho que o certo seria incluir alguns cursos e tambem o encaminhamento para o mercado de trabalho...com isso ganhariam alto estima e recuperaria a dignidade perdida...só não acredito que alguem queira realmente fazer isso aqui na cidade ou melhor dizendo no Brasil já que esse problema existe no pais inteiro...logo logo essas pessoas estarão ganhado passagens de ida daqui pra outra cidade e vice versa
Em relação a governantes que tendem a camuflar o problema só posso dizer o quanto me enojam...
Sorte que o povo araguarino tem bom coração e tambem contamos com algumas entidades que procuram amenizar o sofrimento desses andarilhos
e vc disse tudo se a prefeitura se unisse com essas instituições seria muito mais fácil encontrar soluções justas para essas pessoas...

Eu como ja deixei de acreditar nesse governo sem atitudes...vou sentar e esperar o salvador da patria...quem sabe um dia surja um ser iluminado e nos dê soluções ao inves de somente criar novos problemas...

Edilvo Mota disse...

O primeiro passo para isso começar a acontecer, seria encerrar dc vez o loteamento de cargos gerenciais, na administração pública.

Sem planejamento estratégico, com uma leitura prévia dos problemas de todos os setores da coletividade, e a apresentação de soluções viáveis (economica e operacionalmente) vamos continuar no discurso vazio e na eterna sensação das promessas não cumpridas.

Anônimo disse...

Oi!! amiguinha sandrinha valeu!! seus comentários,essa é do povão conhece Araguari na palmas da mão.

Aristeu disse...

Primeiro, eu acho que alguém com cargo de confiança do prefeito não é assim tão de confiança. Segundo, estas pessoas sem-teto são tão perigosas que um pão de trinta centavos já lhes matam a fome. Terceiro, faça o que puder, mas não conte com as autoridades. Enquanto existirem os excluídos, os perigosos, os famintos, os arrombadores é sinal de que se o Cristo veio, a lição não foi entendida e impossível de ser vivida. A propósito, Ele disse que os pobres sempre existirão no meio de nós, portanto não adianta querer tirá-los do meio de nós.