segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A Cemig e o jeitinho tucano de governar

Ouvi, na Rádio Vitoriosa Araguari, uma consumidora da Cemig reclamando que a energia elétrica de sua residência não foi religada sob o argumento de que estava pendente de pagamento uma dívida ainda discutida judicialmente. Isto mesmo! A Cemig, a exemplo de outras prestadoras de serviços públicos, suspende o fornecimento de serviços públicos essenciais mesmo sabendo que a existência da dívida não tenha sido reconhecida judicialmente.
E onde está a ligação com tucanato? Poderia citar vários pontos, mas resumirei em apenas um. A Cemig alardeia ser a melhor companhia energética do país. A propósito, para quem não sabe, a Cemig gasta fortunas com propaganda de seus feitos em outros estados da federação.
Pergunta-se: a Cemig, por exemplo, fornece energia para o consumidor do Ceará? Claro que não! Aí entra o biquinho tucano. O Governador Aécio Neves almeja ser Presidente da República. Por isso, lhe convém falar bem de seu governo em outros estados. Óbvio: nós pagamos a conta...

Um comentário:

Aristeu disse...

Amigo Marcos, saiba o senhor que a energia não tem fronteiras. Em cada usina em construção ou em operação, com certeza, mais da metade dos trabalhadores são do Nordeste, especialmente do Ceará. Outra ótica minha diz que o Senhor Aécio Neves não quer ser presidente, pois no mínimo teria sido vice do Serra que, do jeito que trabalha, não durará um mandato inteiro. Queira Deuz que não!