sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Louca Paixão... pelo Dinheiro Público

Da coluna Acertando o Alvo, escrita por Paulo Bolsas, Jornal Correio de Araguari, 02/09/2010:
Saúde II
Quanto aos serviços prestados pela Santa Casa, que por sinal não mais condiz ao nome “Santa Casa de Misericórdia”, para mim isso não passa de simplesmente CASA, de Santa e de Misericórdia não tem nada, como disse muito bem o Vereador Antonio Tosta (Tiboca). Veja, por ex: para prosseguir os atendimentos dos internos da psiquiatria, quer receber diferença de 30 mil reais ou a Secretaria terá que manter 10 enfermeiros para este procedimento. O que acontece de verdade é que a chamada SANTA “Casa de Misericórdia” recebeu o repasse do PROHOSP, um montante de 150 mil para reforma e equipamentos, no entanto, vemos o prédio desta instituição de fins não lucrativos, crescer e não expandir em todas as áreas da saúde, como é o caso da reforma da Psiquiatria propriamente dita. Será que a Santa em nossa cidade tem duas conotações e misericórdia também tem outro significado. Bons tempos aqueles em que você era internado e bem atendido, mesmo quando muitos não queriam mesmo nem ir para aquela Casa de Atendimento médico nem de graça. De que valeu agora esta beleza pomposa, já que não se atende sem pressão e sem que haja um repasse na frente? Nossa saúde está mal em todos os aspectos legais do chamado bom atendimento. Os pacientes psiquiátricos estão sendo tratados em casa e, quando tem suas crises, ficam sob observação no que também deveria ser chamado Pronto Socorro, que teve sabotado seu repasse na Capital Federal para ser enviado somente após as eleições, por pessoas inescrupulosas, que não querem nem um pouco o bem de Araguari e de sua gente ordeira. Que busquemos melhores condições – isso, claro, tem que se fazer.
Pitacos do blog:

É muito estranha a relação entre o Poder Público (entenda-se: dos agentes políticos - Prefeito, Vice, Secretários, etc.) e as empresas privadas da área de saúde (ainda que escondidas sob o manto de entidades supostamente sem fins lucrativos). O texto do colunista, mesmo tratando de um caso específico, mostra o quanto esse assunto precisa ser melhor examinado por todos nós, que pagamos impostos e recebemos muito pouco em troca.
Na verdade, esse estranho amor dos governantes pelos empresários (médicos, donos de laboratórios e clínicas) não é privilégio do governo atual. Há muito tempo, esse romance pernicioso vem ocorrendo. É por causa desse louco amor que Araguari não tem um hospital ou um laboratório públicos. Afinal, se o município prestar diretamente esses serviços, muita gente poderosa irá perder essa lucrativa boquinha. 
Assim, em vez de ficarmos mendigando, junto a vereadores ou políticos, um atendimento melhor para um parente nosso, deveríamos, isto sim, exigir uma melhor qualidade dos serviços de saúde para todos nós. Isso passa pela conscientização e fiscalização desse amor parasita que os empresários do setor de saúde nutrem pelo dinheiro público fácil. É preciso evitar que a viúva sofra mais esse golpe do bau.

3 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma vez o interesse pessoal chega na frente...
Os nossos governantes deixam de pagar menos de 10.000 para o conserto do RAIO X e vai mais uma vez terceirizar o serviço pagando simplismente 110.000
Enquanto impresas laranjas da cidade ganham uma nota preta, nós pobres cidadãos morremos por falta de atendimento na area da saúde. E mesmo assim a quem diga que MARCOS COELHO é um homem honesto
E aínda por cima agora ao entrar no pronto socorro se encontra um puxa saco do governo (Dilsim) colhendo assinaturas para poder culpar o governo passado dos erros atuais.
Passa logo periodo eleitoral!
Não suporto mais tanta demagogia de uma administração falida onde se mata inocentes nas filas da saúde, apenas para provar que o candidato X é melhor que o Y.
agueeeeeeeeeeeeeeenta pooooooooooooovo

Anônimo disse...

Pergunta:
A atual gestora já assumiu a Sec de saúde há alguns meses. O que mudou desde então?
Será que a mudança de gestor foi simplesmente para tentar dar uma vaga resposta ao cidadão às vesperas de uma campanha eleitoral...? Se continuar ruim assim, na véspera das próximas eleições municipais vai se trocar 6 por meia dúzia de novo...? A falida administração municipal não sabe nem como ser ardilosa...as mancadas estão expostas....e a céu aberto, só não vê quem ganha com ela.

Aristeu disse...

O pior de tudo é que os golpes são repetitivos. Que falta de criatividade daqueles que vivem do alheio. "Nada de novo debaixo do sol", diria o Rei Salomão.