quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Bem-vinda Lei da Ficha Limpa

Não existem leis perfeitas. Como produtos das mãos humanas, obviamente,  são cheias de defeitos. A Lei da Ficha Limpa também é assim. Contudo, por ser fruto de iniciativa popular, apesar das tentativas políticas de torná-la ineficaz, podemos afirmar que ela veio para ficar e possui mais acertos do que defeitos.
A finalidade deste post, então, é dizer que nós, cidadãos, podemos muito. Basta acreditar e fiscalizar. Desde o início, acreditávamos na aprovação do projeto de lei da Ficha Limpa e nos seus efeitos. Mais que isso: torcíamos para que a nova lei produzisse os mesmos bons frutos de outra, também de iniciativa popular, que coibe o abuso do poder econômico nas eleições. Isso está ocorrendo.
Com exceção do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (território pertencente ao clã dos Sarneys), os demais TREs vêm dando maior eficácia à lei. Assim, diversos potenciais candidatos tiveram o seus pedidos de registros negados pela Justiça Eleitoral. Isso é bom porque algumas raposas estão sendo impedidas de cuidar das galinhas.
Em Araguari, a situação não é diferente. Graças à atuação da Justiça Eleitoral, um político que não teve zelo com a coisa pública já foi alijado da disputa. É o caso de Alfredo Pastori. Os eleitores e a moralidade pública agradecem.
Não é só. Já podemos antever as benesses que a lei poderá produzir na cidade. Nas próximas eleições,  a Justiça Eleitoral deverá bater com a porta na cara de outros senhores de reputação não ilibada. É o caso de Joaquim Peixoto, Joaquim Godoy, Limírio Martins e outros que, a exemplo de Alfredo Pastori, supostamente cometeram irregularidades na gestão da Câmara de Vereadores.
Além disso, é bom que os demais políticos coloquem as barbas de molho. Cito o exemplo do ex-Prefeito Marcos Alvim. Se ele não se eleger deputado estadual agora, dependendo do resultado dos inúmeros processos que apuram supostas irregularidades em sua gestão à frente da Prefeitura, terá sérias dificuldades para se candidatar em 2012.
Dessa forma, cabe-nos agora continuar fiscalizando as condutas dos atuais agentes públicos, a fim de evitar a má aplicação dos recursos públicos. Com isso, ganharemos dois bônus: a melhoria dos serviços públicos e o afastamento temporário de maus políticos. Cá entre nós: irregularidades continuam existindo. Falta-nos apenas bater o carimbo "Ficha Suja" na cara de mais alguns. Isso é sinal de que estamos nos tornando uma república.

3 comentários:

Edilvo Mota disse...

O império da lei...

Leis imperfeitas, devem ser melhoradas ou revogadas, através do mecanismo democrático e com a imprescindível participação popular.

De todo modo, a lei deve ser cumprida. Isto é o que nos diferencia (ou ao menos deveria) dos animais.

Aristeu disse...

Quando uma Lei democrática de alto calibre for obedecida vem um ditador, ou ditadora, e cassa tudo.

Edilvo Mota disse...

AMIGOS PARA SEMPRE...

(do jornal Gazeta do Triângulo, coluna Drops, de Ronaldo Cesar Borges)
http://www.gazetadotriangulo.com.br/site/index.php?option=com_content&task=view&id=12831&Itemid=40

SAIA JUSTA OU INIMIGOS ÍNTIMOS?





Situação, no mínimo constrangedora, deve ter passado os nossos dois candidatos a deputado estadual, por ocasião da visita dos candidatos Antônio Anastasia e Aécio Neves. Júberson dos Santos, que na verdade é um estranho no ninho, teve jogo de cintura suficiente, principalmente para posar entre os dois visitantes e quase se tocando com o seu principal oponente nas próximas eleições. Nas fotos estampadas nos jornais, o que ficou claro é que Aécio e Anastasia exibiam em suas camisas o símbolo da campanha de Marcos Alvim. É o que se dá para identificar. Como é cruel a política! Antes, os dois candidatos locais encontravam-se em lados opostos. Por arranjos partidários em Belo Horizonte, acabaram, quase abraçados, no mesmo palanque.