sexta-feira, 18 de junho de 2010

Candidato da terrinha fazendo "jogo sujo"

PRE-MG apresenta representação contra propaganda eleitoral em outdoor
 
A Procuradoria Regional Eleitoral em Minas Gerais (PRE) ajuizou mais uma representação por propaganda eleitoral extemporânea. Neste caso, além de fora do prazo, a propaganda ainda foi feita em outdoors, o que também é proibido pela legislação eleitoral.
O beneficiário da propaganda foi Alfredo Pastori Neto (PSC), pré-candidato ao cargo de deputado estadual em Araguari. Os adesivos continham a mensagem "Sou Alfredo Pastori" e os outdoors diziam "Responsabilidade com o social e a educação, 17 anos, sem interrupção, distribuindo kits escolares para as crianças de Araguari, Alfredo Pastori". A propaganda foi descoberta durante fiscalização empreendida pela Promotoria Eleitoral daquela Comarca.
Naquela ocasião, o promotor eleitoral requereu em juízo o recolhimento da propaganda, o que foi feito pelo pré-candidato, inclusive por meio de chamadas no rádio e em dois jornais locais para solicitar aos proprietários de veículos a retirada dos adesivos. Após a retirada da propaganda, os autos subiram para a PRE, que decidiu pela propositura de representação contra o infrator.
De acordo com a PRE, a propaganda está caracterizada tanto através do conteúdo nitidamente eleitoral das mensagens, quanto pela divulgação do nome do pré-candidato e de seu partido político, através das cores que o caracterizam (azul e amarelo). A responsabilidade pela propaganda sequer foi negada por Alfredo Pastori quando do cumprimento da ordem de recolhimento. A Procuradoria Eleitoral pediu aplicação de multa no valor de 25 mil reais. 

Pitaco do Blog: 
É bom ficar de olho nas atitudes dos candidatos da terrinha. Eles, que tanto pregam a necessidade de afugentarmos os  candidatos paraquedistas, costumam também cometer deslizes éticos e legais. Ora, se um potencial candidato faz "jogo sujo" antes mesmo de deflagrado o processo eleitoral, pouco importa  se nasceu em Araguari ou na Conchinchina. Será, de qualquer forma, um mau político para a cidade... Quando muito, atenderá  a interesses meramente privados, empregando alguns apaniguados e trocando votos por favores individuais.

2 comentários:

Aristeu disse...

O pré-candidato em pauta foi muito descarado. Foi além de apenas infringir lei eleitoral. Muito cara-de-pau e abusante. Agora, se o Lula (PT) teve multa baixíssima, por quê a do Alfredo Pastori é altíssima? Por quê O PT foi multado e, no caso araguarino, é o pré-candidato? Ele não teria sido um "coelho" para apenas fazer a propaganda do Partido (PSC)? Última pergunta: Por quê a palavra candidato deriva-se de cândido? É um antônimo no mínimo do sujeito...

Edilvo Mota disse...

Alguns pregam a eleição de representante da cidade.... QUALQUER UM!!!! Independente de folhas corridas recheadas de omissões e ações suspeitas.

O apequenamento e a miopia da visão também fazem mal à saúde (e às outras políticas públicas)