sexta-feira, 14 de maio de 2010

O jornalismo baba-ovo e o Circuito do Progresso

Eu até tento me conter. Contudo, há momentos em que não dá para suportar a parcialidade de alguns orgãos de imprensa.
Nesse esporte, já temos um campeão. Em se tratando de subserviência ao Poder Executivo, o jornal Correio de Araguari é, simplesmente, imbatível.
Na edição de ontem, 13, em mais uma demonstração de puxa-saquismo explícito, o jornal traz reportagem afirmando que a Prefeitura irá permitir a visitação pública às obras que estão sendo realizadas na cidade. Babando o ovo do Coelho, o jornal afirma que a Prefeitura está promovendo um tal de Circuito do Progresso.
Leiam um trecho da bajulação impressa no jornal chapa branca:
No próximo dia 17, segunda-feira, a Prefeitura Municipal fará uma vistoria nas principais obras em andamento em Araguari, com participação de convidados e interessados em geral, reunindo-se no Palácio dos Ferroviários às 7h30min, com saída às 8h00min. A Administração Municipal pretende atualizar dados sobre os andamentos de suas diversas obras, bem como dar a conhecer a toda a população obras que ainda não são do inteiro conhecimento de todos.
Se quiser ser deliciar com o restante da reportagem, tome um dramim e depois acesse http://www.correiodearaguari.com/correio/index.php?option=com_content&task=view&id=2476&Itemid=26
Sobre essa notícia, além da descarada e rotineira parcialidade do jornal, vale destacar outros detalhes:
1º se for realmente um circuito do progresso, o Prefeito deverá conduzir os convidados a alguma outra cidade próxima, pois o progresso que se vê em Araguari deve-se, quase totalmente, à iniciativa privada, na medida em que o dinheiro da Prefeitura (nosso, diga-se de passagem) está sendo gasto (e mal) em atividades que, via de regra, não trazem benefício algum à cidade (exemplos: viagens do vice-prefeito, suposta aquisição programas de informática, cofee break, shows, pagamento de apadrinhados comissionados);
2º se o senhor Prefeito é realmente um democrata, permitindo o acesso da população às obras públicas, por que não faculta aos cidadãos o acesso aos contratos, aos processos de licitação ou de contração direta (sem licitação), às notas fiscais, aos cheques emitidos pela Prefeitura, à lista dos servidores contratados? Eu já solicitei várias vezes algumas dessas informações, mas o Poder Executivo permanece em silêncio. Por que será?
3º fico aqui a imaginar quem integrará a comitiva que percorrerá o circuito do progresso... Aposto que bajuladores, comissionados ou não, estarão presentes. Será que a participação no evento será obrigatória para os apadrinhados que ocupam cargos públicos na Prefeitura? Vai ter lista de presença ou folha de ponto?
4º essas tão alardeadas casas populares, uma das obras visitadas, estão sendo construídas com dinheiro público do município? Serão distribuídas gratuitamente aos cidadãos ou eles terão que pagar por elas? A construção desses imóveis só está ocorrendo em Araguari? Será que a grande procura por essas moradias não demonstra a incompetência da política habitacional do município? Será que esses núcleos habitacionais serão servidos pelos equipamentos públicos mínimos (escolas, postos de saúde, postos policiais)?

São essas algumas dúvidas. Volto em breve com mais algumas reportagens e opiniões do jornal oficial da Prefeitura...

4 comentários:

Aristeu disse...

Marcos, você está confundindo visitação com fiscalização: Aos meus inimigos tudo será dificultado. Uma só pergunta: tais convidados, às 07h30min, já podem picar cartão? Eita burrice, comissionado não pica.

Anônimo disse...

Será que deu tempo para visitar todas as quase 3 obras dele?
Ou será que ele usou aquelas que o antigo prefeito ja deixou encaminhadas?

Sandrinha disse...

Com tantas obras [quase 3 ] fica difícil naum apoiar seu candidato a dep.estadual
grande cabo eleitoral esse chefe do executivo
PARABENS!!!

Edilvo Mota disse...

ô Aristeu...

mas tem gente que pica sim...

PICA A MULA