terça-feira, 18 de maio de 2010

Matutando...

Boquinha
Quem pagou o transporte dos integrantes da caravana do Circuito do Progresso? Ainda, quem bancou (e quanto custou) o café da manhã fornecido aos felizes convidados?

Mais um contrato verbal?!
Consta que a prova para admissão de estagiários foi elaborada por professores da Unipac. Indaga-se: 1) quanto foi pago por esses serviços; 2) houve licitação?

Falta de transparência ou medo?
Por que os órgãos da Prefeitura não respondem aos requerimentos dos cidadãos araguarinos?

Falhas em licenciamento ambiental
Durante o Circuito do Progresso, a comitiva foi convidada a ver os danos ambientais causados pela construtora do Residencial Monte Moriá à propriedade denominada Fazenda Cachoeirinha?

Mais um elefante branco?
Por que construir uma Policlínica se o município não conseguiu sequer terminar as obras do Hospital Municipal inaugurado(?) em 2004?

2 comentários:

Aristeu disse...

- O custo de um evento sempre caberá ao interessado que no caso não é público alvo.

- Pergunta por pergunta eu quero fazer uma pra responder à segunda do blogueiro:

Por quê a gente vê voluntário em inúmeras entidades e não vê nas prefeituras e outras públicas similares?

- Perguntar é sempre mais fácil que responder.

- Faltou tempo porque o progresso toma tempo.

- Justamente por isso.

Espero tê-lo satisfeito, seu insaciável!

Anônimo disse...

Quem pagou a boquinha???
Não sei quem fomos...rsrs