sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Aonde vamos parar?!

Olhem aonde a nossa omissão pode nos conduzir... Num dia, usuários consomem droga na esquina próxima de nossas casas, mas  ficamos calados... No outro, os traficantes adotam nossos filhos, e permanecemos em silêncio... No futuro, não poderemos mais sair de casa... É esse futuro que já chegou a um bairro de Uberlândia, não muito longe da nossa cidade...

Após toque de recolher policiamento é reforçado no bairro Morumbi

Publicado em 19/02/2010 às 12:22
    deUberlândia

    Mesmo com policiais nas ruas, os moradores do bairro de Uberlândia continuam com medo


    O clima é de insegurança no bairro Morumbi, em Uberlândia, depois que traficantes ordenaram toque de recolher na última quarta-feira (17).
    A Polícia Militar continua no local com patrulhamento intensivo. Mesmo assim, a população não esconde que vive momentos de apreensão. Por medo, quem mora no Morumbi não fala sobre o assunto.
    Clima aparentemente normal no bairro Morumbi. Na principal avenida do bairro, a Antônio Jorge Isaac, o comércio abriu as portas normalmente pela manhã. Bem diferente da última quarta-feira, quando traficantes ordenaram toque de recolher no local.
    A ação teria sido uma represália pela morte do traficante Leandro Gualberto, assassinado na noite de terça-feira (16) por uma facção rival. Na noite dessa quinta (18) a polícia realizou uma operação de repressão que cumpriu 21 mandados e apreendeu quase 700 pedras de crack .
    A polícia reforçou a segurança no bairro. Pelo menos 35 policiais se revezam no patrulhamento durante o dia e a noite. De carro, bicicleta além de uma base móvel que vai ficar permanentemente no bairro.
    Apesar de a Polícia Militar ter reforçado a segurança, o clima entre os moradores ainda é de medo. A equipe de reportagem do MGTV tentou conversar com algumas pessoas, mas ninguém se dispôs a gravar entrevista, nem mesmo de costas.
    O último a falar sobre a violência no bairro foi o presidente da associação de moradores Francisco Francinaldo, que foi assassinado dias depois porque teria quebrado a lei do silêncio.
    Fonte: http://megaminas.globo.com/2010/02/19/apos-toque-de-recolher-policiamente-e-reforcado-no-bairro-morumbi

    2 comentários:

    Aristeu disse...

    Presença de polícia não educa ninguém. Existem famílias de policiais com filhos usuários...

    Edilvo Mota disse...

    Há tempos os bandidos tomaram o poder...