terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Hora de Mudança

Cada lugar se destaca pelas suas peculiaridades. Araguari não é diferente.
Poderia ser conhecida pela sua água, de sabor inigualável, pela hospitalidade de sua gente e beleza de suas mulheres. Mas, nem tudo são flores na bela Araguari.
A cidade, infelizmente, tem uma particularidade triste e marcante. Aqui, o processo eleitoral nunca acaba. Temos sempre um segundo turno das eleições que só termina no pleito seguinte, quando situação e oposição recomeçam nova batalha.
A marca dessas intermináveis contendas é degradante. O debate, se é que assim se pode chamá-lo, desce aos mais baixos níveis, descambando, não raro, para o perigoso campo das ofensas pessoais. Nesse passo, as discussões sobre a melhoria das condições de vida do nosso povo passa ao largo. Nossos problemas, dessa forma, são simplesmente ignorados; o que vale é tão somente a defesa de interesses particulares ou, no máximo, de grupos políticos.
Enquanto o nível dos nossos homens "públicos" permanecer assim, nada mudará. Continuaremos reféns de nós mesmos e permaneceremos enredados na teia que, a cada eleição, criamos para nos sufocar e engolir. O que fazer, então?!
Em princípio, não seria preciso muito esforço para sair dessa situação. Contudo, em Araguari, não se afigura fácil a fuga rumo à melhoria das condições do nosso povo. É que, por obra e força da classe política, as coisas simples acabam se tornando difíceis, quando não impossíveis, na bela Araguari.
Tenho uma sugestão. Que tal amarmos mais a cidade? Não, não me refiro a uma idolatria a prédios e avenidas. Reporto-me ao amor ao próximo, aos demais araguarinos, aos não-integrantes da casta política da cidade. Afinal, todos precisam se beneficiar do progresso experimentado pelos escolhidos para gerir o município ou exercer funções públicas.
Em suma, é hora de se desarmarem os espíritos e os homens. Momento de se cuidar mais da cidade, de se pensar no bem-estar dos cidadãos, araguarinos ou não, que escolheram esta terra para, fazendo a vontade divina, se realizarem como seres humanos. Mãos à obra!

 

2 comentários:

Aristeu disse...

Belo texto e sei que são palavras bem ditas, além de oriundas do coração. Gostaria de vê-las impressas num panfleto e circulando por toda a Araguari.
Deveria ainda estar assinado por "Aquele que estuda um meio de investir um tanto na promoção social de parcela araguarina."

Ricardowagner disse...

Conterrâneo, fico feliz em saber que ainda há defensores de um ideal em prol da nossa gente e de nossa querida Araguari. Conte comigo para repercutir suas idéias.Coloco também meu Blog Geraes à disposição. O endereço é o seguinte: http://ricardowagner-ricwagner.blogspot.com . Saudações, Ricardo Wagner Ribeiro.