sábado, 5 de dezembro de 2009

Dinheiro público na festa do hexa

Ao que tudo indica, a linda festa que a torcida do Flamengo proporcionará no Maracanã amanhã vai contar com dinheiro público.
Eis a notícia extraída do site do Governo do Estado do Rio de Janeiro:
03/12/2009 20h21
Maracanã prepara grande festa para receber último jogo do Brasileirão
Por Ascom da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer

O Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer e a Suderj, e o Flamengo estão preparando uma grande festa para a final do Campeonato Brasileiro, que acontece neste domingo (6/12), entre Flamengo e Grêmio, no Estádio do Maracanã, às 17h.

Os portões serão abertos às 13h. Haverá distribuição de bastões plásticos infláveis, faixas com mensagens de incentivos à conquista do hexacampeonato. Ao entrar no estádio, os torcedores encontrarão o Maracanã vestido de vermelho e preto, com as arquibancadas cobertas de faixas. A festa terá ainda a exibição dos melhores lances do Campeonato Brasileiro, queima de fogos, montagem de um grande mosaico rubro-negro na arquibancada e um bandeirão, equivalente a 40 torcedores de braços abertos, será estendido pela torcida.

Além do Maracanã, o Piscinão de Ramos também receberá uma grande concentração de torcedores flamenguistas. O Governo do Estado vai instalar um telão para a torcida assistir ao jogo. A festa começará às 16h, com a presença de um DJ para animar o público.

Fonte: http://www.governo.rj.gov.br/noticias.asp?N=55831

Pitaco:

É mais um gesto populista dos nossos governos. Eles adoram torrar o dinheiro público para faturar alguns votos. Não há motivos para comemoração, mas sim para atuação urgente do Ministério Público e da Assembléia Legislativa do Rio.

O mais interessante é que a torcida de outros times não é beneficiada por esse tipo de ação. A título de exemplo, por diversas vezes, as torcidas organizadas do Fluminense têm que "correr o chapéu" entre os torcedores para conseguir comprar os apetrechos necessários à bonita festa tricolor.

Em vez de bancar a festa de uma torcida só com o dinheiro público, seria melhor que o Governo do Rio assegurasse aos torcedores de todos os times um mínimo de segurança nos estádios e nos seus arredores. Em suma, o torcedor do Flamengo não sabe se voltará vivo do estádio, mas terá assegurado o direito de fazer festa com o dinheiro público. Isso é Brasil!

2 comentários:

Aristeu disse...

Se o dinheiro é público então está bem aplicado, pois Flamengo é maioria. A festa deve estar aberta a todos muito embora eu lamente não poder ir. Eu não gosto de samba e no sambódromo rola dinheiro público. Eu não participo e dinheiro público financia Passeatas Gays. Grandes artistas apresentam-se na Esplanada à época do aniversário de Brasilia e "todos" não usufruem. Assim será na Copa e na Olimpíada: Muitos ficarão de fora. O duro mesmo é eles utilizarem o dinheiro público em proveito próprio que são bem remunerados pelos cargos que ocupam. Certa vez um tesoureiro queria vender um frasco de perfume pra dar dinheiro aos pobres e Jesus não deixou, pois iria perfumá-lo para uma grande festa.

Marcos disse...

Discordo. O dinheiro é publico e deve ser gasto como tal, em benefício de todos.
É justamente nesses tipos de gastos mencionados por você que estão as falcatruas. Não tenha dúvida de que parte desses "investimentos" acabam voando para os bolsos dos políticos.
No caso dos gastos com a torcida do Flamengo, existe uma agravante: o gasto é eleitoreiro.
Como eu falei, é preferível gastar na segurança das pessoas e, por tabela, dos próprios torcedores, do que oferecer pão e circo. Só falta instituir o "Bolsa-Flamília"...