sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Qual o limite de tolerância da nossa sociedade?

Na Câmara Federal, caminha a toque de caixa a denominada PEC dos Vereadores, que irá criar 7.000 cargos de vereador no país. Pelo andar da carruagem, é muito provável que, em breve, teremos mais esse aumento desnecessário no gasto dos recursos públicos.
A questão é saber até quando nós, enquanto integrantes da sociedade, iremos assistir a essas cenas sem reagir. A impressão que se tem é que nada nos fará mudar esse comportamento. Assim, os nossos políticos permanecem com a sensação de que poderão continuar, tranquilamente, cuspindo na nossa cara, passando a mão nos nossos traseiros e enfiando a mão (calma!) nos nossos bolsos.
O caso do aumento do número de vereadores é emblemático. Ao que tudo indica irá prevalecer o interesse de uma minoria em detrimento da vontade tímida da grande maioria da população. Ao final, somente terão motivos para comemorar os suplentes de vereadores, os seus apadrinhados, suas amantes e parentes. Nós, integrantes da patuléia, só seremos convidados a pagar a indigesta conta desse banquete.

Um comentário:

Aristeu disse...

Tive conversando com um lixeiro a respeito das 7000 vagas a mais para vereadores no Brasil e ele me disse que vai aumentar a sujeira;

Uma dupla, composta por pedreiro e servente, disseram que, caso fossem seus colegas, seria mão-de-obra suficiente para novas 7000 casas de porte médio, mas com verba suficiente para fazer 10.000 casas por ano;

Um advogado lamentou tantos clientes a menos;

Alguns oportunistas se filiaram;

A ética está com a mala pronta.