quarta-feira, 24 de junho de 2009

Estação do Stevenson

Como é que anda a restauração e reforma da Estação Ferroviária de Stevenson? Os recursos foram gastos? Foram suficientes para a realização do serviço? Foi feita a devida prestação de contas? O que está faltando para colocar o trem turístico nos trilhos?
Motivo da pergunta: no ano passado, o município recebeu da União a quantia de R$ 487.500,00 para realizar esse serviço de grande interesse para a preservação do patrimônio histórico e para o fomento do turismo no município.
Comprovam o recebimento dos recursos as informações abaixo, extraídas do site da Controladoria-Geral da União, chefiada por um político e jurista exemplar, o Dr. Jorge Hage.


Detalhes do Convênio
Número do Convênio SIAFI:
Situação: Adimplente
Nº Original: CR.NR.0214710-08
Objeto do Convênio: RESTAURACAO REFORMA DO ANTIGO CONJUNTO FERROVIARIO DA STEVENSON CONSTANEXO E IMPLANT TRECHO FERROV ARAGUARI UBERLAN
Orgão Superior: MINISTERIO DO TURISMO
Concedente: CEF/MINISTERIO DO TURISMO/MTUR
Convenente: ARAGUARI PREFEITURA MUNICIPAL
Valor Convênio: 487.500,00
Valor Liberado: 487.500,00
Publicação: 08/01/2007
Início da Vigência: 28/12/2006
Fim da Vigência: 31/07/2009
Valor Contrapartida: 119.755,00
Data Última Liberação: 02/07/2008
Valor Última Liberação: 487.500,00

4 comentários:

Aristeu disse...

Este negócio de restauração tem preço de obra de arte, mas são realizadas por profissionais comuns da construção civil.

Aloisio Nunes de Faria disse...

O edital de licitação da Estação de Stevenson estava em abril pronto para ser lançado, bem como os projetos de restauração aprovados. Nesse período, um empreendedor de Uberlândia surgiu com interesse de estabecer ali um ponto de marketing para seu negócio (um parque temático) que será construído nas proximidades. As negociações entre ele e a prefeitura de Araguari prosseguem. Sua proposta é investir na estação o valor da contrapartida. O convênio comporta ainda um pedido de adiamento de seis meses. Mas o esforço que se faz por aqui é que a obra seja iniciada o mais breve possível.

Marcos disse...

Muito obrigado, Aloísio, pelo esclarecimento. Com esse comentário você dignificou a função pública que exerce, tornando públicas essas infomações.
Você sabe que as postagens que faço são totalmente apartidárias. O que nós todos queremos é o melhor para a cidade.

EFGoyaz disse...

Aguardemos, aguardemos, aguardemos...